Futebol Internacional/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Autuori defende Ronaldinho Gaúcho e cobra mais improviso no ataque

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O futebol ruim do Atlético-MG diante dos paraguaios Nacional voltou a despertar desconfiança no trabalho da equipe alvinegra. Um dos jogadores mais cobrados é o armador Ronaldinho Gaúcho, que não tem conseguido fazer boas apresentações. O técnico Paulo Autuori defendeu o atleta, e afirmou que a qualquer momento ele pode voltar a fazer a diferença.

"Nós vamos entrar em uma fase diferente agora, com jogos decisivos. Ronaldinho está trabalhando, todo mundo sabe do talento que tem. Todos sabem que uma hora ou outra ele pode decidir um jogo, não só ele, mas todos os jogadores de frente que temos são assim", declarou.

Para Paulo Autuori a falta de criatividade do Atlético-MG é fruto do pouco poder de improviso dos jogadores, problema que segundo ele, será resolvido em breve. O treinador argumenta que o Galo tem atletas de qualidade que podem decidir uma partida, mas que não existe uma receita pronta para isso.

“O poder de improviso com certeza vai aparecer e só é possível com jogadores de talento, como nós temos. Mas não há receita, jogadores de frente tem liberdade, a mesma de antes, mas ainda não entramos no jogo que queremos, agudo, com trabalho de bola. Estamos muito preocupados em fazer a bola chegar de qualquer maneira na frente”, comentou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade