Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Bolívar pede para torcida do Bota entender conciliação de torneios

Rio de Janeiro (RJ)

A conciliação entre Campeonato Carioca e Libertadores vem deixando o Botafogo em dúvida neste início de temporada. No final de semana que vem, por exemplo, o time terá o rival Flamengo pela frente, mas a terceira rodada da competição continental deverá falar mais alto.

O zagueiro Bolívar é um dos que priorizam o maior torneio da América do Sul. “A vontade é de jogar (contra o Flamengo), mas teremos uma viagem complicada ao Equador na semana que vem. Já tivemos experiência na altitude, sabemos como é”, disse à Rádio Brasil.

Divulgação/Botafogo F. R.
Bolívar compreende rodízio de Hungaro, também prioriza Libertadores e pede o mesmo para a torcida
Três dias após o clássico com os rubro-negros, os alvinegros visitarão o Independiente del Valle, lanterna do Grupo 3. No entanto, o time de General Severiano está fora da zona de classificação para a próxima fase do Estadual. A diferença para o Vasco, que fecha o G-4, é de seis pontos.

“Estamos bem na Libertadores, mas a situação no Carioca é chata. Foi feito um planejamento, sabendo que isso poderia acontecer. Então temos que estar preparados e entender os riscos. Quando você está em um clube como o Botafogo, precisa respeitar”, analisou o defensor.

E, de acordo com Bolívar, a torcida também precisa compreender as dificuldades da conciliação. “A equipe não disputava uma Libertadores há anos. Mesmo com tudo isso no Carioca, a torcida já provou que está com a gente. Se passarmos para as oitavas, ela vai respirar a Libertadores de vez”, encerrou.

Esta segunda-feira é de folga para o elenco, que voltará de Carnaval na manhã desta terça. Dois dias depois, o Audax-RJ será adversário pelo Estadual, e a tendência é a de que o técnico Eduardo Hungaro use força máxima, ao contrário do clássico com o Fla.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade