Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Bruno César convence nas faltas, mas Patrick Vieira pode voltar ao time

William Correia São Paulo (SP)

No único período com acesso da imprensa ao treino do Palmeiras, Bruno César mostrou ótimo aproveitamento nas cobranças de falta. Mas o meia, de atuação fraca na derrota para o Santos, no domingo, pode ser trocado por Patrick Vieira. A movimentação do meia-atacante se encaixa no perfil que Gilson Kleina procura para o jogo único das quartas de final do Paulista diante do Bragantino, nesta quinta-feira.

Em sua entrevista coletiva, o técnico até minimizou o aproveitamento do camisa 30. “Não é só o Bruno que bate falta, também estavam o Mendieta, o Wesley, o Juninho, jogadores com qualidade. Na véspera dos jogos, sempre fazemos isso porque o aprimoramento mais próximo da partida fica mais fácil e melhor para assimilar a batida da bola, o jeito da barreira, se batemos por fora ou rolamos”, comentou.

Patrick Vieira ocupava exatamente o setor de Bruno César até o jogo contra o Vilhena. Desde então, o reforço mais badalado do centenário ganhou chance em duas partidas seguidas como titular. Diante da marcação do Bragantino, a solução de Kleina é se mexer, o que Patrick Vieira ou Vinicius sabem fazer. “Leandro, Vinicius ou Patrick são jogadores com drible e velocidades importantes”, disse o treinador.

A única garantia é de ofensividade. “Fizemos as formações com três atacantes ou dois meias, e continuaremos nessa variação. O Palmeiras fez o campeonato com essa estrutura, não vamos mudar. A movimentação que é importante”, insistiu, ressaltando que, no treino secreto, praticou, também, alterações. “Não é só começar com outra formação. Se mudarmos no intervalo, já treinamos a mudança. Pode até acontecer de jogarem três meias.”

Os indícios, contudo, são de fim do quarteto ofensivo. “Não sou refém de sistema de jogo. Para não ficar com uma equipe previsível e acabarem nossas ações, pela grandeza do Palmeiras, precisamos de outras situações. E esse é o trabalho do treinador. Nada de loucura nem aventura, precisamos trabalhar as variáveis. Na teoria, tudo é muito bonito, mas, na prática, às vezes não funciona”, explicou Kleina.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Bruno César teve dois jogos seguidos como titular, mas nem eficiência na bola parada pode garantir sua vaga no time
Já Leandro, que também teve contestada atuação no clássico da Vila Belmiro, deve continuar no time. Quando os portões da Academia de Futebol foram abertos, o atacante não estava no campo e Mendieta era um ‘intruso’ entre os titulares, mas Kleina fez questão de mostrar que confia em Leandro, destacando sua importância contra um rival de marcação forte.

“O Leandro tem a nossa confiança. É insinuante, irreverente com seus dribles e chega muito próximo ao gol, é um dos nos definidores e tem tranquilidade para isso. Queremos a aproximação de jogadores para facilitar o seu futebol, porque imagino que deve pegar uma marcação cerrada. Ele cresce em decisão e pode ser um fator fundamental porque sua estrela brilha nos momentos mais difíceis”, afirmou.

Outra mudança pode ocorrer no setor defensivo. Além das voltas do goleiro Fernando Prass, que tratava de problemas familiares, do lateral direito Wendel, poupado por estar pendurado, e o volante Wesley, recuperado de lesão muscular, Tiago Alves pode ser mantido na zaga ao lado de Lúcio e Marcelo Oliveira tem boas chances de ser adiantado ao meio-campo no lugar de Eguren.

Assim, a escalação do Verdão para a partida única das quartas de final seria: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Tiago Alves e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley e Valdivia; Patrick Vieira (Bruno César), Leandro e Alan Kardec.

O Palmeiras enfrenta o Bragantino às 21 horas (de Brasília) desta quinta-feira, no Pacaembu, só com três desfalques: o volante França, em tratamento de incômodo na panturrilha esquerda, o lateral direito Bruno Oliveira, que busca recondicionamento físico, e o zagueiro Thiago Martins, que se recupera de cirurgia no joelho direito ocorrida em janeiro.

Confira os 20 relacionados por Kleina para o jogo:

Goleiros: Fernando Prass e Bruno
Laterais: Wendel, Juninho e William Matheus
Zagueiros: Lúcio, Tiago Alves, Marcelo Oliveira e Wellington
Volantes: Wesley e Eguren
Meias: Valdivia, Bruno César, Mendieta, Mazinho, Patrick Vieira e Felipe Menezes
Atacantes: Alan Kardec, Leandro e Vinicius

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade