Futebol/Bastidores - ( )

Brunoro se impõe como grande meta convencer Nobre a tentar reeleição

William Correia São Paulo (SP)

No terceiro mês da temporada do centenário palmeirense, José Carlos Brunoro já pensa no final do ano. E não apenas no time. Em entrevista exclusiva que será exibida no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, no próximo domingo, o diretor executivo conta que seu objetivo no momento é convencer Paulo Nobre a tentar a reeleição.

“Nossa grande meta é convencer o Paulo a tentar sair presidente de novo para dar continuidade e que o nosso projeto siga por mais, pelo menos, dois anos para consolidá-lo”, disse o dirigente, falando de assunto que o presidente ainda prefere não tocar publicamente pensando no trabalho para 2014.

Mas, antes mesmo da eleição marcada para as últimas semanas deste ano, o braço-direito do mandatário se anima com as evoluções conquistadas em 13 meses no poder. “Há um ano, quantos jogadores não queiram vir porque o Palmeiras era de Série B e duvidavam se teriam condições de receber? Hoje, tem uma filinha de espera aí”, sorriu Brunoro.

“O Paulo é um cara espetacular. Independentemente de grandes nomes, é de uma nova geração com mentalidade nova de dirigente. Espero que tenha motivação para continuar por muito tempo porque vai contribuir muito não só para o Palmeiras, mas para o futebol brasileiro”, apostou.

O diretor executivo quer que o clube continue trabalhando no presente pensando no futuro. “O Paulo sempre diz para deixar o Palmeiras em uma trilha de modernidade, e o futebol tem um papel importante. Queremos deixar sempre uma equipe muito competitiva porque, assim, você disputa títulos para ganhar, não para cair. Esperamos seguir nesse curso”, declarou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Diretor executivo quer que presidente permaneça no poder no clube até o fim de 2016 para consolidar seu projeto
De sua parte, Brunoro se compromete a melhorar a gestão de todos os departamentos do Verdão. “Fizemos um planejamento no ano passado de reconstituir o clube em vários sentidos. Meu objetivo pré-estabelecido em contrato é deixar grande parte da profissionalização do clube toda pronta para que os novos presidentes tenham um respaldo maior”, indicou, feliz pelo que vê no futebol.

“No ano passado, nos planejamos para montar um elenco novamente competitivo. A grande meta foi subir com uma base forte na Série A para encaixar jogadores e manter uma linha econômica preservando a responsabilidade de pagamento. Isso facilitou porque as contratações que vieram não foram à toa, mas para encaixar, o que ajuda no desempenho da equipe”, comemorou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade