Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Com dois de Barcos e um de Luan, Grêmio bate o Passo Fundo na Arena

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O Grêmio levou um susto, sofreu um gol logo aos dois minutos de jogo, mas conseguiu derrotar o Passo Fundo, neste domingo, na Arena. Com dois gols de Hernán Barcos, artilheiro do Gauchão, com 9 gols, o Tricolor derrotou seu adversário por 3 a 1. Luan marcou o terceiro gol gremista e Bruninho fez o da equipe visitante.

A partida começou muito movimentada na Arena: o Passo Fundo abriu o placar logo aos dois minutos, mas aos seis o Grêmio já empatou. O Tricolor pressionou e criou diversas chances no primeiro tempo, mas não conseguiu a virada. No entanto, logo no início da etapa final o Pirata marcou outro, encaminhando a vitória, que foi finalizada com um belo gol de Luan.

O Grêmio agora se dedica à Libertadores, onde enfrentará o Newell’s Old Boys, nesta quinta, na Arena. A equipe lidera o Grupo B do Gauchão, com 26 pontos. O Passo Fundo, com apenas 8 pontos, está praticamente rebaixado. Domingo que vem, a equipe receberá o São Paulo-RS no Vermelhão da Serra.

O jogo – A partida começou em ritmo alucinante. Precisando da vitória para escapar do rebaixamento (a equipe perdeu oito pontos por conta da inscrição irregular de um jogador), o Passo Fundo mostrou qualidade aos dois minutos, quando abriu o placar: Hyantony cruzou na cabeça de Bruninho, que subiu livre e fez 1 a 0. A reação gremista foi rápida: aos seis, Zé Roberto bateu escanteio e Barcos empatou de cabeça.

A partir do empate, o Grêmio passou a pressionar o Passo Fundo, que viveu de perigosos contragolpes. Aos 11, quase a virada: em novo escanteio batido por Zé Roberto, Werley desviou de cabeça no primeiro pau com perigo. Aos 15, Luan cruzou para Barcos, que por muito pouco não alcançou a bola. O time visitante levou perigo no minuto seguinte, em cobrança de falta de Bruninho por cima do gol. Aos 18, em mais um escanteio de Zé Roberto, Rhodolfo quase fez.

Arte GE.Net
Aos 21, o Passo Fundo quase marcou um golaço: Hyantony arriscou de muito longe pelo lado esquerdo de ataque e quase surpreendeu Marcelo Grohe. A bola superou o goleiro gremista e explodiu no travessão. No minuto seguinte o Grêmio já respondeu: Zé Roberto levantou para a área, Barcos girou e emendou para grande defesa de Bruno Grassi. Mais tarde, Riveros e Ramiro tentaram arremates, mas mandaram para fora.

A pressão gremista aumentou com o tempo, mas os gols perdidos preocupavam a torcida. Aos 34, Ramiro chutou, a bola desviou na zaga e Bruno Grassi fez grande defesa. Aos 37, Riveros perdeu o gol mais feito do jogo: Barcos foi lançado nas costas da zaga em posição legal e cruzou rasteiro para a chegada do paraguaio. Livre, sem goleiro, na pequena área, ele bateu para fora.

Com Dudu no lugar de Edinho, o Grêmio voltou ainda mais ofensivo para o segundo tempo. E muito cedo a equipe conseguiu a virada: Zé Roberto cruzou da direita e Barcos cabeceou para o gol, em lance muito semelhante ao do primeiro gol gremista. Com a vantagem, o Tricolor passou a dominar completamente a partida. Aos 11, após cobrança de falta levantada para a área, Rhodolfo cabeceou para trás e Riveros pegou de primeira, raspando o poste. Aos 12, Ramiro quase marcou em chute da intermediária.

O Passo Fundo voltou a crescer a partir da entrada de Cassiano, aos 15 minutos. Aos 20, Hyantony apareceu com liberdade na área, mas Rhodolfo prensou na hora exata do arremate e Marcelo Grohe ficou com a bola. Aos 21, Riveros quase marcou para o Grêmio após jogada de Tinga. Luan, aos 24, tentou encobrir Bruno Grassi, mas mandou para fora.

Na jogada seguinte, o garoto deixou o seu: Dudu lançou Luan, que matou a bola no peito e soltou uma bomba, marcando um golaço. O garoto deixou o gramado aos 31, substituído por Alán Ruiz, e mais uma vez foi aplaudido de pé. Aos 32, quase o quarto gremista: Barcos deixou bonito para Zé Roberto, que fintou a marcação e chutou para defesa de Bruno Grassi. Em sua primeira jogada, Alán Ruiz quase marcou um golaço de falta. A bola raspou a trave, aos 35.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade