Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

João Denoni marca, Oeste bate Lusa e se mantém vivo no Paulista

Itápolis (SP)

A torcida do Oeste mostrou confiança e, sob os gritos de “eu acredito” pôde ver uma vitória salvadora de seu time na noite desta terça-feira. No fechamento da penúltima rodada do Campeonato Paulista, a equipe rubro-negra recebeu a Portuguesa no Estádio dos Amaros e garantiu uma sofrida vitória por 1 a 0, resultado que ainda deixa o clube de Itápolis com chances de escapar do rebaixamento à segunda divisão estadual.

O lance decisivo, e salvador, aconteceu ainda no primeiro tempo. Depois de ganhar da marcação em uma dividida no meio de campo, o volante João Denoni partiu em direção à área, tabelo com o companheiro, saiu da marcação, e colocou no fundo das redes. Era o único gol da partida, responsável por salvar o time de Itápolis.

Com a magra vitória, o Oeste chegou aos 11 pontos, ainda não saiu da zona de rebaixamento, mas chega vivo à última rodada. Desta forma, o time de Itápolis está empatado com Comercial e Atlético Sorocaba, que também se encontram entre os quatro piores colocados. A esperança rubro-negra, no entanto, é conseguir ultrapassar o Linense ou o Mogi Mirim em seu último jogo.

Na última rodada do Campeonato Paulista, realizada neste domingo, com todos os jogos às 16 horas (de Brasília), o Oeste visita o São Bernardo, já eliminado, no Estádio Primeiro de Maio. A Portuguesa, por sua vez, sem pretensões na competição, recebe o Rio Claro, que ainda sonha com uma vaga nas quartas de final, no Estádio do Canindé.

O jogo – Ainda que em pouco número, os torcedores que compareceram ao Estádio dos Amaros nesta terça-feira mostraram bastante confiança no desempenho do Oeste. Antes mesmo do apito final, já era possível ouvir os gritos de “eu acredito” nas arquibancadas. A ideia era passa confiança aos jogadores do time rubro-negro, que tinham uma missão complicada pela frente.

A má campanha do Oeste ao longo do Campeonato Paulista resultou em um cenário delicado nesta terça-feira, já na penúltima rodada. O time de Itápolis precisaria vencer a qualquer custo para ainda manter as chances de escapar da degola. Sendo assim, desde o apito inicial, os anfitriões se lançaram ao ataque, mas a Portuguesa também não deixou de assustar.

Apesar do melhor desempenho do time da casa, que perdeu um gol incrível com Wagninho, livre na pequena área, ainda nos minutos iniciais, a Portuguesa não se entregava e chegava também com perigo. Em algumas ocasiões, Fernando Leal foi acionado e precisou se esticar para salvar o Oeste. O ímpeto ofensivo do time de Itápolis, no entanto, foi premiado ainda antes do intervalo.

Aos 37 minutos da etapa inicial, o volante João Denoni fez boa jogada no meio de campo, dividiu com a marcação, levou vantagem e partiu em direção à área. Depois de tabelar com Lelê, o ex-jogador do Palmeiras ameaçou devolver a bola para o companheiro, assim enganou o zagueiro Diego Augusto, fez o drible e contou com a contribuição de Gledson para abrir o marcador.

Com a vantagem estabelecida no marcador, o Oeste tentou segurar o jogo e voltou para o segundo tempo com a missão de administrar o resultado. Ainda assim, a partida foi movimentada. Enquanto o time de Itápolis não ampliou nas claras chances que teve, a Portuguesa explorou o cansaço dos anfitriões para chegar com perigo. O placar, no entanto, não foi movimentado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade