Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Com peso de favoritismo, Santos encara surpresa Penapolense na Vila

Santos (SP)

Por mais que os jogadores e a comissão técnica do Santos adotem um discurso de humildade, o Alvinegro chega à semifinal do Campeonato Paulista com a responsabilidade de ser o grande favorito diante do Penapolense, algoz do São Paulo e indigesto para o próprio Peixe. Neste domingo, às 16 horas (de Brasília), o time do técnico Oswaldo de Oliveira enfrenta na Vila Belmiro a única equipe que o derrotou neste Estadual.

Apesar de seu time ter a melhor campanha do Paulistão, o treinador santista não quer saber de um peso a mais para seus atletas e faz questão de elogiar o oponente. “É um time muito bem organizado, que joga de forma compacta e procura neutralizar os pontos fortes do adversário. Além disso, eles têm um contra-ataque rápido e a bola parada insinuante”, avaliou o comandante.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Oswaldo de Oliveira demonstra respeito pelo adversário, que foi o único time a derrotar o Peixe no Estadual
O técnico não tem a intenção de modificar a equipe que triunfou na partida anterior, querendo apostar mais uma vez no quarteto ofensivo formado por Geuvânio, Gabriel, Thiago Ribeiro e Leandro Damião. Porém, Oswaldo está atento ao desgaste dos atletas e, se alguém sentir um desconforto maior, pode ser substituído por Rildo.

Já na defesa, David Braz parece ter conquistado mesmo a preferência do treinador, mantendo Jubal entre os suplentes. Apesar de estar com a chance de levar o Santos à final logo em seu primeiro campeonato neste retorno ao clube, Oswaldo prefere não assumir sozinho os méritos, citando os dois treinadores anteriores.

“Vejo a continuidade. O Muricy trabalhou com a maioria dos jogadores daqui também, e o Claudinei foi importantíssimo, passando por uma fase dificílima aqui, principalmente naquele jogo contra o Barcelona. Agora, estou dando minha contribuição”, comentou.

Mesmo depois da goleada por 4 a 0 sobre a Ponte Preta nas quartas de final, os cuidados do Santos não são por acaso nesta semifinal. Em 16 jogos que disputou neste Paulistão, o Peixe só foi derrotado pelo Penapolense, no estádio Tenente Carriço.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Time de Narciso eliminou o São Paulo nos pênaltis e quer agora superar o favorito Santos
A vitória na primeira fase, inclusive, serve de motivação para o time do interior, principalmente depois de ter eliminado o São Paulo nas quartas de final, nas cobranças de pênaltis, no Morumbi. A esperança é repetir o papel de zebra e surpreender também o Santos na Vila Belmiro.

“O Santos merece todos os seus méritos e será um adversário difícil, pois é líder da competição, tem o melhor ataque e ótima defesa, mas somos o único time que ganhou deles. Nós temos confiança”, afirmou o técnico Narciso, que atuou durante a maior parte de sua carreira de jogador justamente pelo Peixe.

Porém, para derrubar agora seu ex-time, o treinador planeja apostar novamente em um sistema defensivo sólido, que surtiu efeito contra o São Paulo. O time que avançar da semifinal neste jogo único enfrentará na decisão do Paulista o clube que sobreviver no confronto entre Palmeiras e Ituano.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
SANTOS X PENAPOLENSE

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 30 de março de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Rogério (SP)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral e Vinícius Gonçalves Dias Araújo (ambos de SP)

SANTOS: Aranha, Cicinho, Neto, David Braz e Mena; Arouca, Cícero e Geuvânio; Gabriel, Thiago Ribeiro e Leandro Damião
Técnico: Oswaldo de Oliveira

PENAPOLENSE: Samuel; Rodnei, Jailton, Gualberto e Rodrigo Biro; Liel, Washington (Heleno), Petros e Guaru; Neto (Douglas) e Alexandro Créu
Técnico: Narciso

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade