Futebol/Amistoso internacional - ( - Atualizado )

Com polêmica e Messi apagado, Argentina só empata com a Romênia

Bucareste (Romênia)

Messi ainda não consegue ser o mesmo na seleção da Argentina. O camisa 10 do Barcelona viu o time nacional conquistar nada além de um polêmico empate sem gols com a Romênia, que não disputará a Copa do Mundo no Brasil, na tarde desta quarta-feira, na National Arena, em Bucareste.

E o segundo melhor jogador do mundo comprovou que não estava confortável logo nos primeiros minutos da etapa inicial, quando vomitou em campo, discretamente. Muito marcado pelos adversários, Messi pouco criou, e a equipe foi ameaçada de derrota várias vezes.

Aos nove minutos, Di María fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Higuaín, que dominou, mas demorou e acabou chutando em cima do goleiro oponente. Menos de dez minutos depois, a Romênia começou a demonstrar que não seria coadjuvante no jogo em casa.

Depois de cruzamento de Maxim, Pintili apareceu em boas condições e cabeceou por cima da meta argentina. A deficiência aérea dos comandados do técnico Alejandro Sabella voltou a acontecer três minutos depois, quando Sergio Romero espalmou cabeçada de Marica e evitou o primeiro gol.

AFP
Messi virou refém da marcação e da falta de criatividade e passou em branco (foto: DANIEL MIHAILESCU)
Destaque do Manchester City, Agüero demorou, mas finalmente apareceu na partida. Aos 29, ele recebeu ótimo passe no meio da área e só não abriu o placar na capital romena porque foi prensado pelos marcadores. Já aos 32, foi a vez de Maxim testar e obrigar Romero a nova intervenção.

A maior polêmica do duelo veio na sequência. Após cruzamento da direita, Maxim desviou e mandou a bola para o fundo da rede, mas a arbitragem já parava o lance, achando que ela já havia cruzado a linha de fundo na assistência, equivocadamente.

Pouco antes do intervalo, Agüero desequilibrou pela primeira vez, driblando dois adversários em sequência, mas chutando em cima do goleiro. Durante os 15 minutos de pausa, Sabella pensou nas substituições da etapa complementar.

As entradas de Palacio e Lavezzi nos lugares de Agüero e Higuaín, respectivamente, deram um novo ânimo para o ataque da Argentina, mas a criação continuou sendo o maior problema. Já nos últimos minutos, os visitantes tiveram duas boas chances de escorar, mas falharam em ambas.

Primeiramente, com Dí Maria, que chutou por cima do gol quando teve oportunidade. Depois, com Lavezzi, que aproveitou sobra pela direita e encheu o pé. O arqueiro Pantilimon voltou para o meio do gol e fez um milagre, salvando a Romênia e assegurando a igualdade.

No Grupo F do Mundial, a Argentina ainda terá mais dois compromissos para acertar os últimos detalhes antes da estreia. No dia 4 de junho, o time receberá Trinidad e Tobago, em La Plata. Dois dias depois, encerrará a preparação para a Copa diante da Eslovênia, desta vez em Buenos Aires.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade