Futebol/Campeonato Mineiro - ( - Atualizado )

Cruzeiro marca no fim e vai com vantagem ao Mineirão

Varginha (MG)

O Cruzeiro demorou 87 minutos para conseguir abrir o placar no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Mineiro, diante do Boa Esporte, no Melão, em Varginha. A Raposa, que venceu por 1 a 0, anotou com Júlio Baptista o único gol do duelo. A torcida anfitriã compareceu em peso ao Municipal de Varginha. 

O resultado dá a equipe celeste uma vantagem na partida da volta, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão. O finalista encara Atlético-MG ou América-MG. Também neste domingo, o Galo bateu o Coelho por 4 a 1.

O jogo – Ao som de “eliminado”, uma clara referência da torcida do Boa Esporte à ruim campanha do Cruzeiro na Libertadores da América, a Raposa começou o jogo partindo com tudo para o ataque. Logo aos dois minutos, William bateu colocado de fora da área e viu a bola explodir no travessão de Leandro. Éverton Ribeiro, aos 15, também teve uma boa chance, mas o camisa 1 de Varginha fez grande defesa.

Fazendo jus ao status de campeão brasileiro, a equipe celeste continuou pressionando no campo adversário e quase abriu o placar no Melão aos 17 minutos. William, novamente, bateu da meia-lua e obrigou Leandro a se esticar para resvalar na bola, que ainda tocou a trave antes de sair pela linha de fundo.

Candidato ao título de melhor jogador da primeira etapa, o arqueiro do Boa voltou a aparecer aos 40 minutos, quanto Samúdio cruzou da esquerda e William chegou para cabecear, dando trabalho a Leandro. Pouco antes, Éverton Ribeiro conseguiu outra oportunidade de marcar, mas acabou desperdiçando. Os primeiros 45 minutos terminaram sem gols.

Na volta do intervalo, logo aos cinco minutos, Leandro deu mais uma mostra de que não facilitaria a vida do Cruzeiro. Júlio Baptista fez bela jogada individual e bateu forte para a defesa do goleiro do Boa Esporte. Ousada, a equipe de Varginha criou uma boa chance aos 11, com Marinho Donizete, que ganhou a disputa de bola com Mayke, disparou pela esquerda e cruzou. A redonda passou entre as pernas do beque Bruno Rodrigo, mas ninguém apareceu para concluir.

A partida seguiu equilibrada no Melão e, aos 22, o atacante William, mais uma vez, chegou bem ao ataque. Éverton Ribeiro levantou pela esquerda e o avançado bateu de primeira, mas não abriu o placar em Varginha. O técnico Marcelo Oliveira resolveu promover a entrada de seu xará Marcelo Moreno e, surpreendentemente, sacou William de campo. O boliviano não demorou nem dois minutos para mandar uma bola no travessão de Leandro.

Aos 42, após falha de Leandro, a Raposa finalmente conseguiu abrir o placar. Samúdio cruzou, Júlio Baptista bateu de primeira e a bola morreu no fundo do gol. O arqueiro ainda fez mais uma boa defesa antes do juiz decretar o fim da partida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade