Futebol/Campeonato Inglês - ( - Atualizado )

"Debaixo" de protesto, United dribla crise e goleia Aston Villa por 4 a 1

Manchester (Inglaterra)

Na manhã deste sábado, o Manchester United entrou em campo buscando reconquistar a confiança do torcedor, mas foi – literalmente –debaixo de protestos que conseguiu a virada e goleou o Aston Villa por 4 a 1. Após Westwood abrir o placar para os visitantes, Wayne Rooney fez dois e Juan Mata e Hernández completaram a vitória.

Após duas doídas derrotas por 3 a 0 em casa para Liverpool e Manchester City, o United enfim volta a triunfar em seus domínios pelo Campeonato Inglês. O mau aproveitamento resulta na modesta sétima colocação e em poucas chances de conquistar vaga na Liga Europa da próxima temporada. Com 54 pontos, os Red Devils têm três pontos a menos e dois jogos a mais que o quinto colocado Everton.

Mas neste meio de semana o time de Manchester deixa de lado o Nacional para voltar atenções ao duro embate pela Liga dos Campeões. Novamente em casa, o questionado time recebe o temido Bayern de Munique para tentar surpreender os atuais campeões e sair na frente por uma vaga nas semifinais.

Já o Aston Villa tem objetivo muito menos pretensioso na temporada. Na 12ª posição, a equipe de Birmingham entra em campo até o final do Campeonato Inglês apenas para se manter no meio da tabela sem flertar com o rebaixamento. No próximo sábado, pela 33ª rodada, os Villanstêm boa chance de pontuar em casa no duelo contra o lanterna Fulham.

AFP
Avião levou faixa com protesto contra o técnico David Moyes (clique na foto para ampliar). Foto: Andrew Yates
O jogo – A má fase do United resultou em protesto dos torcedores antes mesmo de a bola rolar. Como não poderia deixar de ser, o alvo foi o contestado técnico David Moyes, visto por parte da torcida vermelha como o grande responsável pela crise. Pouco antes do apito inicial, um aeroplano sobrevoou o Old Trafford levando faixa com os dizeres Wrong One – Moyes Out (“O errado – Fora Moyes”, em português).

A insatisfação ironiza outra faixa, que é mantida pelo clube dentro do estádio com a frase The Chosen One (“o Escolhido”), referência à opção pelo atual treinador após o time ser comandado por Alex Ferguson durante 27 anos.

Se o clima já não era dos melhores no pré-jogo, quando a bola rolou o desgosto do torcedor vermelho aumentou ainda mais. Na primeira real oportunidade criada na partida, Westwood aproveitou cobrança de falta na entrada da área para abrir o placar para o Aston Villa. Aos 12 minutos, o meio-campista bateu de pé direito por cima da barreira para vencer o goleiro De Gea e colocar os visitantes à frente.

AFP
Westwood (esq.) marcou, mas o belo gol de falta de pouco adiantou ao Aston Villa. Foto: Andrew Yates
Mas a vantagem não duraria muito. Pouco depois, Young quase empatou em belo chute, mas acertou a trave e na sequência os Red Devils chegaram ao empate com Wayne Rooney. Aos 20, Kagawa pedalou e cruzou na medida para o atacante inglês conferir de cabeça completamente livre, sem precisar nem mesmo sair do chão. A testada do camisa 10 conteve os ânimos no Old Trafford.

Com a igualdade, o United se mostrou mais confiante na partida e parou de errar passes com frequência, mas ainda assim seguia com dificuldades na armação de jogadas. A exceção foi aos 44, quando Mata invadiu a área em boas condições de finalizar e sofreu o pênalti ao tentar driblar o lateral Bacuna. Na cobrança, Rooney converteu com categoria no canto direito para virar a partida e botar o sorriso no rosto do torcedor Red Devil.

Na volta do intervalo, porém, a animação nas arquibancadas por pouco não virou decepção. Aos oito da etapa final, Albrighton encontrou Benteke sozinho dentro da área, e o belga matou no peito e ajeitou para o pé direito, mas furou na hora de finalizar e foi desarmado.

AFP
Autor dos dois primeiros gols vermelhos, Rooney foi o principal responsável pela vitória. Foto: Andrew Yates
Após o susto, o alívio em vermelho. Quatro minutos depois, Fellaini tentou jogada individual dentro da área e sem querer ajeitou para Mata bater de direita e marcar seu primeiro gol pelo Manchester United. Com a vantagem ampliada, o morno desenrolar da partida serviu muito bem à vontade do time da casa.

Os torcedores só voltaram a se levantar nos acréscimos, em ataque armado por Januzaj na esquerda. O camisa 44 foi ao fundo e cruzou na medida para Chicharito Hernández empurrar para as redes e transformar a vitória vermelha em goleada.

Confira os demais jogos do Campeonato Inglês deste sábado:

Crystal Palace 1 x 0 Chelsea
Southampton 4 x 0 Newcastle
Stoke City 1 x 0 Hull City
Swansea 3 x 0 Norwich
West Bromwich 3 x 3 Cardiff
14h30 – Arsenal x Manchester City 

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade