Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Dispensado pelo Vila Nova, Soares diz que processará o clube goiano

Goiânia (GO)

Incluído na lista de 15 jogadores que o Vila Nova dispensou após ter sido rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Goiano, o atacante Soares não aceitou a atitude da nova diretoria do clube, comandada por Roni e Tim. O jogador, que tinha contrato com o clube até o fim deste ano, pretende processar o Vila.

"As coisas não devem ser conduzidas como estão sendo. Muitos de nós temos contratos de um ou dois anos, e a diretoria quer pagar somente pelos dias trabalhados. No meu caso, eles propuseram um acordo ou nada, aceitei o que eles falaram, mas vou brigar pelo resto na Justiça. Fiz um contrato e não vou deixar de receber a outra metade, é meu direito", disse Soares.

O jogador, que fez apenas cinco partidas com a camisa do Vila Nova, mostrou-se surpreso e decepcionado com a dispensa em massa.

Divulgação
O jogador de 28 anos tem passagens por Fluminense, Grêmio, Cruzeiro e Vitória (foto: Divulgação/Vila Nova)
"Caíram 15 jogadores. Alguns atletas que foram embora tinham contrato de dois anos, e outros até o final do ano. Em nenhum momento falaram conosco. Só chegaram e mandaram embora. Não estavam ligando pra saber se tínhamos família, compromisso com colégio dos filhos, com carro ou com apartamento. Fizemos de tudo pelas condições que nos deram para poder livrar o Vila dessa situação", afirmou.

Na opinião do jogador, o rebaixamento do Vila Nova deve ser apontado como responsabilidade da diretoria, que planejou “muito mal” a disputa do Campeonato Goiano.

"Estou muito abatido com a notícia, até porque não tive culpa nenhuma no rebaixamento que aconteceu. Quando cheguei aqui, a situação já estava dessa maneira, e isso deveria ter sido colocado na balança. Além do mais, o que aconteceu já era previsível, não dá para jogar um campeonato profissional com 90% do time formado por garotos”, completou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade