Futebol/Futebol Internacional - ( - Atualizado )

Em luta por poder, facções de torcida argentina brigam dentro de estádio

Quilmes (Argentina)

Nesta segunda-feira, o Quilmes recebeu o All Boys pela sétima rodada do Campeonato Argentino, mas o grande confronto da noite infelizmente foi travado nas arquibancadas do estádio Dr. José Luis Meiszner, e não no gramado. Pouco antes de o jogo começar, duas facções organizadas da torcida mandante brigaram entre si e, posteriormente, com a polícia. O saldo negativo foi de cinco policiais e dez torcedores feridos. Um deles foi esfaqueado e está em estado grave.

Entre os feridos, Mario Becerra ficou desacordado nas arquibancadas do estádio do Quilmes. Ele é filho de Osvaldo “Dedo” Becerra, comandante da facção La Banda de Dedo, torcida considerada “dissidente” que tenta tomar o controle das arquibancadas nos jogos do time.

Reprodução/Olé
Mario Becerra (de vermelho) está hospitalizado e não tem seu estado de saúde divulgado
Segundo o diário esportivo Olé, esta não é a primeira batalha protagonizada pela torcida cervecera. Entre os vários antecedentes, o último foi em julho do ano passado, quando Ramiro Bustamante, líder que dá nome à La Banda de Ramiro – maior e principal facção da torcida do Quilmes – baleou vítima ligada à torcida rival e acabou preso.

Em campo, nesta segunda-feira o time da casa foi derrotado por 2 a 1, sofrendo o quinto revés em sete jogos do Campeonato Argentino. Com a vitória, o All Boys alcança quatro partidas de invencibilidade no Nacional.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade