Basquete/Bastidores - ( - Atualizado )

Estádio do Palmeiras poderá receber jogos da NBA, diz jornal

São Paulo (SP)

Quando anunciou o projeto de seu novo estádio, há pouco mais de cinco anos, o Palmeiras deixou claro que o local não seria utilizado apenas para jogos de futebol. Dito e feito. De acordo com informações publicadas pelo jornal O Estado de S. Paulo nesta sexta-feira, o Allianz Parque já traça planos para receber partidas da NBA futuramente.

Tudo isto, porque o novo estádio alviverde terá seus eventos gerenciados pela Anschutz Entertainment Group (AEG), empresa multinacional de esporte e entretenimento que é proprietária ou gestora de uma rede de aproximadamente 120 arenas situadas nos cinco continentes. Entre elas, está o Staples Center, ginásio dos Lakers e Clippers, tradicionais franquias de basquete da cidade de Los Angeles.

Assim, já há conversas, mediadas pela própria AEG, para que o Allianz Parque sedie partidas de ambas as equipes da liga norte-americana nas próximas temporadas. Para corroborar tal tese, é importante citar que, no ano passado, representantes da NBA visitaram as obras do futuro estádio do Palmeiras e deixaram o Brasil animados com o que viram.

Divulgação
Com entrega marcada para junho, Allianz Parque terá seus eventos geridos pela mesma empresa do Staples Center

Também em 2013, mais precisamente no dia 12 de outubro, o melhor basquete do mundo desembarcou no País pela primeira vez, para a realização de uma partida de pré-temporada, disputada entre Chicago Bulls e Washington Wizards, na Arena da Barra, no Rio de Janeiro. O evento foi um sucesso de público e marketing, e serviu para mostrar ao novo comissário da liga, Adam Silver, que o Brasil tem mercado para ser mais explorado.

Recentemente, Silver declarou que há o interesse da NBA em realizar mais partidas no País. “Eu estive pessoalmente no Brasil, no Rio de Janeiro. Aliás, foi minha primeira vez no País, no jogo do Chicago contra o Washington. E foi uma experiência incrível, a paixão do brasileiro pelo basquete é impressionante”, disse, durante o fim de semana das estrelas da liga, há um mês, em Nova Orleans. “Estamos muito animados para fazer mais jogos da NBA no Brasil, sim. O mercado brasileiro de basquete é imenso”, acrescentou.

Depois do Rio de Janeiro, o próximo passo é levar um jogo para São Paulo. E, no que depender das forças da Anschutz Entertainment Group, o Allianz Parque deverá ser congratulado com a sede. O estádio palmeirense tem previsão de entrega para o fim de junho deste ano.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade