Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Fábio Santos defende Uendel e conta com conversa para ser solução

Helder Júnior São Paulo (SP)

O técnico Mano Menezes avisava que Fábio Santos era titular absoluto do Corinthians antes mesmo de o jogador ter se recuperado de uma cirurgia no abdômen e de suas recorrentes contusões. Naquela época, o substituto Uendel já era contestado pelas deficiências defensivas, embora tenha mostrado valor ofensivamente.

De volta aos campos após quase cinco meses afastado, Fábio Santos evitou criar polêmica com os problemas de marcação do Corinthians durante a sua ausência. Ele tentará comprovar que é a solução a partir do jogo contra o Penapolense, neste domingo, fora de casa.

“É difícil um jogador agradar a todos. A gente sabe que o Uendel e o Fagner têm qualidade. Alguns laterais correm melhor, e outros defendem melhor. É importante achar um equilíbrio. Se o cara marca muito, as pessoas querem que ele ataque. Se ataca, pedem para marcar. É complicado”, advogou Fábio Santos.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Recuperado, Fábio Santos tentará ser a solução para os problemas de marcação do Corinthians
Vindo da Ponte Preta, Uendel argumentou que a falta de entrosamento da linha defensiva do Corinthians foi a principal causa das costumeiras falhas de marcação nas laterais do campo. Além dele, o time de Mano passou a contar com Fagner no lugar do aposentado Alessandro e com Cleber na vaga de Paulo André, agora no futebol chinês.

Fábio Santos espera usar o diálogo para não enfrentar as mesmas adversidades de Uendel. “Na parte defensiva, não será tão difícil. Já joguei com o Gil e com o Ralf. A gente consegue resolver o resto na base da conversa”, assegurou.

Fora dos gramados, o experiente lateral esquerdo corintiano já está entrosado com Uendel e com outros recém-chegados. “Jogadores de futebol não precisam de muito tempo para pegar intimidade. Com um dia, já estão zoando as mães dos outros”, gargalhou Fábio Santos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade