Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Fifa, CBF e Ministério do Esporte lamentam morte de Bellini

São Paulo (SP)

A morte de Bellini, capitão do primeiro título mundial da Seleção Brasileira, conquistado em 1958, na Suécia, repercutiu entre as principais autoridades do futebol mundial. A Fifa, o Ministério do Esporte e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) manifestaram seu pesar pelo falecimento.

O presidente da CBF, José Maria Marín se lembrou de quando conheceu o ex-zagueiro e ressaltou suas qualidades como cidadão e profissional.

“O futebol brasileiro e seus torcedores estão de luto com a morte daquele que foi um grande capitão. Tive a oportunidade de conhecê-lo em sua passagem pelo são Paulo, em que mostrou ser, além de um excelente zagueiro, um cidadão e profissional exemplar", declarou o mandatário.

Aldo Rebelo, ministro do Esporte, assinou uma nota oficial, lamentando a perda de um grande craque brasileiro e exemplo de determinação, fazendo questão de lembrar das outras Copas em que Bellini atuou: 1962 e 1966.

“Pessoalmente e em nome do ministério do Esporte, manifesto profundo pesar e expresso solidariedade aos familiares e amigos do nosso eterno capitão”, disse Aldo Rebelo.

Por fim, a Fifa, entidade máxima do futebol mundial, estampou uma bela foto do zagueiro abraçado com Pelé e reproduziu em seu site oficial a nota de pesar emitida pela CBF.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade