Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Flamengo vence Nova Iguaçu, dispara e se garante nas semifinais

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O Flamengo fez o dever de casa neste sábado de Carnaval e venceu o Nova Iguaçu por 2 a 1 no Maracanã, pela 11ª rodada do Campeonato Carioca. Jorge Fellipe, contra, e Hernane Brocador, marcaram os gols da equipe da Gávea, com Erick Foca descontando para o Nova Iguaçu.

Com a vitória, o Flamengo chega aos 28 pontos e amplia a vantagem na ponta da tabela, aproveitando o empate entre o vice-líder Fluminense e a Cabofriense, terceira colocada, que somam 23 pontos. A diferença para o quarto colocado, Vasco (21 pontos), garante o Rubro-negro nas semifinais do Estadual.

Na próxima rodada, o Flamengo, provavelmente com sua equipe considerada reserva, encara o Bonsucesso na quarta-feira, no Raulino de Oliveira, am Volta Redonda. No mesmo dia, o Nova Iguaçu recebe o Madureira, no Laranjão.

Alexandre Vidal/Fla Imagem
Artilheiro do novo Maracanã, Hernane deixou o seu em lance polêmico neste sábado e ajudou o Flamengo
O jogo - O primeiro tempo no Maracanã começou movimentado. As duas equipes jogavam em alta velocidade e davam boa intensidade ao duelo. O Flamengo, que vinha de vitória sobre o Emelec pela Libertadores na quarta-feira, entrou com seu time titular, com Gabriel ganhando uma oportunidade no lugar do argentino Lucas Mugni.

O Nova Iguaçu mostrou um bom toque de bola e, jogando em velocidade, produziu mais ofensivamente que os comandados de Jayme de Almeida. O Flamengo começou assustando logo no primeiro minuto de jogo, numa falta bem cobrada por Elano, que obrigou o goleiro Jefferson a se esticar em grande defesa. A equipe da Baixada Fluminense respondeu aos 5 com um chute de longe do atacante Zambi, que acertou a trave direita de Felipe.

O Nova Iguaçu voltou a ameaçar a meta Rubro-negra aos 9, quando Dieguinho concluiu à esquerda do gol de Felipe. O Flamengo foi aos poucos equilibrando o jogo e contou com a sorte para abrir o placar no Maracanã. Aos 17, Everton fez jogada pela esquerda e cruzou. O zagueiro Jorge Fellipe tenta cortar e manda contra o próprio gol.

O Nova Iguaçu continuava perigoso, e aos 25, Dieguinho recebeu falta perto da área e ele mesmo cobrou. Felipe se estica e espalma. Na segunda metade do primeiro tempo, o jogo seguiu equilibrado mas caiu de ritmo. As duas equipes não conseguiram chegar perto do gol adversário, e os dois goleiros pouco trabalharam.

O Flamengo voltou mais ligado para o segundo tempo e não demorou a marcar o segundo. Com um minuto de bola rolando, Gabriel tabela com Muralha e toca de letra para Everton, que chuta com perigo. Dois minutos depois, André Santos fez boa jogada e chutou à direita do gol de Jefferson.

A jogada do gol começou pela esquerda com André Santos. O lateral cruzou, a bola passou por Gabriel no primeiro pau e Hernane completou para o fundo da rede, aos 10 minutos.

O jogo caiu de ritmo e o Flamengo tentava administrar o resultado, mas o Nova Iguaçu não estava morto. Aos 21, bola na área do Flamengo, Jorge Fellipe escorou para Erick Foca, que domina e toca na saída de Felipe.

O Flamengo perdeu Hernane e Elano por contusão, e Alecssandro e Márcio Araújo, estreante da noite, entraram em campo. O jogo voltou a ficar animado. Com o gol do Nova Iguaçu, o Flamengo não recuou e jogava para vencer, enquanto o adversário era sempre perigoso nos contra-ataques. Aos 34, numa bela jogada, Léo Moura levantou e Muralha tentou de meia bicicleta.

Conforme o jogo foi chegando ao seu final, o time da Baixada ensaiou uma pressão, enquanto o Fla recuava e deixava somente o atacante Negueba, que substituiu Everton, lá na frente.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade