Futebol/Campeonato Paranaense - ( - Atualizado )

Furacão sub-23 vira para cima do Maringá e garante sua vaga

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

O time sub-23 do Atlético Paranaense arrancou uma vitória por 2 a 1, de virada, contra o Maringá, depois de sair perdendo no Ecoestádio Janguito Malucelli, e encaminhou sua vaga para a segunda fase do Campeonato Paranaense 2014. O adversário, por sua vez, com 16 pontos, segue na vice-liderança e já está garantido no mata-mata.

A equipe do interior abriu o placar aos 13 minutos do primeiro tempo, após um recuou errado de Ricardo Silva que sobrou para Barcos servir Cristiano, que só teve o trabalho de empurrar para as redes. Depois do intervalo, o Furacão partiu na busca pela igualdade e conseguiu aos 31 minutos, com Nathan. Aos 46 minutos, Harrison decretou a virada.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense terá pela frente o clássico diante do Paraná Clube, domingo, na Vila Capanema. Já o Maringá, no mesmo dia, vai a Paranaguá enfrentar o Rio Branco, no Gigante do Itiberê.

O jogo - A equipe do interior tentou surpreender logo no primeiro minuto, com Gabriel Barcos, que aproveitou cruzamento para testar forte e parar em boa defesa de Rodolfo. A partida era movimentada, com muita velocidade e luta no meio-campo. Aos nove minutos, Nathan cruzou, Ednaldo falhou na frente de Crislan, que não acreditou no lance e desperdiçou boa oportunidade.

Porém, a defesa atleticana também falhou, aos 13 minutos, com um recuo errado de Ricardo Silva, nos pés de Gabriel Barcos, que carregou até a área e rolou para Cristiano tocar para o fundo das redes. Aos 18 minutos, Baiano arriscou o chute de longe e a bola subiu demais. O Maringá se mostrava mais acertado e tinha o domínio das ações. Aos 22 minutos, Max tentou o gol por cobertura e errou o alvo.

O segundo gol quase aconteceu aos 25 minutos, com Max, que chutou para o gol, mas não contava com a recuperação de Ricardo Silva, que se jogou na frente para ceder escanteio. O Furacão sentiu o gol logo no início e estava desarrumado em campo. Sem opção, Marcos Guilherme arriscou de longe, aos 35 minutos, pela linha de fundo. Aos 42 minutos, Barcos invadiu a área e isolou a bola.

Para a segunda etapa, nenhuma novidade nas equipes. Aos cinco minutos, Hernani apareceu na área, mas cabeceou pela linha de fundo, com perigo. Na reposta, Serginho, aos nove minutos, acertou um belo chute para defesa ainda melhor de Rodolfo. Bem postado, o time visitante administrava bem, esperando o Rubro-Negro para sair no contra-ataque. Em mais uma tentativa de longe, essa com maior perigo, Marcos Guilherme, aos 15 minutos, encobriu Ednaldo que, com a ponta dos dedos, se recuperou para salvar o Maringá.

Após tabela com Jean Felipe, Marcos Guilherme apareceu na cara do gol, aos 22 minutos, e parou na intervenção precisa de Ednaldo. Até que, aos 31 minutos, Nathan tabelou com Harrison e tocou na saída do goleiro para empatar. Cobrança de falta da entrada da área para o Maringá, aos 36 minutos, e Gilvan carimbou a barreira. Aos 40 minutos, Serginho recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Mas, aos 45 minutos, Ednaldo saiu mal e Harrison, esperto, bateu para as redes para garantir os três pontos.

Time principal vence jogo-treino – Enquanto isso, o time principal, que se prepara para o confronto diante do Universitario, do Peru, pela Libertadores da América, disputou e venceu um jogo-treino diante do Figueirense, por 4 a 0, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Sem Manoel e Adriano, poupados, o time fez dois gols em cada tempo. Léo Periera abriu o placar, aos 33 minutos. Mosquito ampliou aos 42 minutos. Depois do intervalo, Bruno Mendes, aos 30 minutos, e Frán Mérida, aos 35 minutos, fecharam a contagem.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade