Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Furacão vence o Universitario em Lima e redime brasileiros na rodada

Lima (Peru)

O Atlético Paranaense foi ao Coloso de Ate, em Lima, e afundou o Universitario com uma vitória por 1 a 0, que tirou as chances de classificação do adversário no grupo 1 da Libertadores da América. Com o resultado, o Furacão se junta a The Strongest e Vélez Sarsfield com seis pontos, embolando a briga por duas vagas.

Depois de passar o primeiro tempo em branco, o Rubro-negro abriu o placar aos 22 minutos, com um gol contra de Duarte, que desviou cruzamento de Sueliton e tocou para o gol vazio para redimir os times brasileiros, que não foram bem na rodada da competição.

Na próxima rodada, o Universitario cumpre tabela em Curitiba, onde no dia 20 de março enfrenta o Atlético Paranaense, na Vila Capanema, pela quarta rodada da primeira fase, quando começam os jogos de volta.

AFP
Ederson ajudou o Atlético a conquistar a vitória fora de casa na noite desta quinta-feira
O jogo – Precisando do resultado positivo, a equipe peruana tentava impor seu ritmo, mas encontrou um Furacão bem disposto, equilibrando as ações e buscando movimentar os três atacantes. Aos três minutos, Sueliton cruzou, a defesa cochilou, mas Ederson não chegou até a bola. Em cobrança de falta ensaiada, Luna chutou forte, aos oito minutos, e mandou pela linha de fundo.

O Rubro-negro tocava bem a bola e, aos poucos, ganhava o setor ofensivo. Aos 18 minutos, Ederson chutou de longe, sem perigo. Douglas Coutinho fez a jogada, aos 22 minutos, e cruzou na medida para Bruno Mendes testar por cima da meta. Aos 27 minutos, foi a vez de Paulinho Dias pegar sobra de bola e arrematar para fora.

Empurrado pelo torcedor, o Universitario saiu mais para o jogo. Aos 36 minutos, Gonzáles partiu para cima da defesa atleticana e foi parado por Deivid com falta. Na cobrança, Gomez cobrou em cima da barreira e ganhou escanteio. Preocupado com o cartão recebido por Deivid, Miguel Ángel colocou João Paulo na partida.

Para o segundo tempo, o time da casa voltou com duas mudanças. Vargas entrou no lugar de Ángel Romero e Aurélio Vértiz no lugar de Carlos Olascuaga. Aos dois minutos, Douglas Coutinho chutou forte e Carvallo fez boa defesa. Na resposta, Luna abriu espaço, mas foi travado na hora do chute. Manoel teve a chance de abrir o placar, aos cinco minutos, cabeceando dentro da área, pela linha de fundo.

Cobrança de falta para o Atlético, aos 10 minutos, e Sueliton chutou rasteiro, à direita da meta. Em contra-ataque rápido, Gomes apareceu na cara do gol, aos 11 minutos, e Natanael apareceu na hora certa para salvar. Jogo franco em Lima e, aos 16 minutos, Bruno Mendes subiu no meio da defesa para testar desequilibrado, sem grande perigo. Buscando reforçar o meio-campo, Miguel Ángel apostou na entrada de Felipe no lugar de Bruno Mendes.

O Furacão chegou ao gol com uma ajuda de Duarte, que chegou junto com Ederson, aos 22 minutos, desviando cruzamento de Sueliton por trás da zaga para tocar para o gol vazio. O Rubro-Negro queria mais e, aos 25 minutos, Manoel, como atacante surpresa, apareceu para fuzilar na rede, pelo lado de fora. O Universitario tentava no desespero chegar ao empate, mas o Atlético estava bem postado. Aos 42 minutos, Ederson ainda teve a chance para ampliar em contra-ataque rápido, mas se enrolou com a bola e perdeu para a defesa.

Lanús se complica - Ainda nesta quinta-feira, o Deportivo Cali aproveitou a oportunidade de atuar em casa e derrotou o Lanús por 2 a 1, de virada. O time argentino saiu na frente no placar, com gol de Lautaro Acosta, aos 20 minutos do primeiro tempo.

Porém, na segunda etapa, Jhon Viafara igualou a contagem. Aos 29, Carlos Lizarazo bateu pênalti para confirmar a virada dos donos da casa, que chegaram assim aos seis pontos, na liderança do grupo 3. Já o Lanús se complicou, pois tem apenas um, na lanterna.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade