Futebol Internacional/Bastidores - ( - Atualizado )

Grave lesão de Jesé Rodriguez ofusca classificação do Real na Champions

Madrid (Espanha)

Com larga vantagem no confronto, a única preocupação do Real Madrid para a partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões era evitar que os atletas se lesionassem. Mas a aflição virou desânimo com poucos minutos de jogo. Após disputa de bola com Kolasinac, o promissor atacante precisou deixar a partida devido ao rompimento dos ligamentos cruzados do joelho direito.

A lesão foi confirmada em exame realizado ainda na terça-feira e Jesé será desfalque por seis meses, estando fora da temporada e provavelmente também da pré-temporada a ser realizada entre julho e agosto. A baixa pode ter consequências diretas no desempenho do Real Madrid na reta final dos campeonatos que disputa, já que o jovem espanhol vinha em visível evolução e era considerado o 12º jogador do elenco comandado por Carlo Ancelotti.

Figura carimbada nas convocações da seleção espanhola Sub-21, Jesé poderia se dar ao luxo de sonhar com uma vaga no setor ofensivo da atual campeã do mundo na convocação para a Copa a ser disputada no Brasil. A grave lesão inclusive foi lamentada pelo técnico da Roja, Vicente del Bosque. "É uma pena. Agora ele tem que se esforçar, fazer boa recuperação após a cirurgia e voltar a campo o quanto antes".

Apoiado pelos torcedores tanto no Santiago Bernabéu quanto pelas redes sociais, a promessa madridista agradeceu o carinho e os votos de pronta recuperação. "Obrigado de todo o coração a cada um de vocês, obrigado por todas as mensagens de ânimo".

Nesta quarta-feira, Jesé viaja até Augsburg, na Alemanha, onde passará por cirurgia. O doutor responsável pelo procedimento será Ulrich Boenisch, que operou, no último mês de novembro, o também madridista Sami Khedira devido à mesma lesão agora sofrida pelo atacante.

AFP
Atacante deixou a partida ainda aos oito minutos após romper ligamentos do joelho (foto: Gerard Julien/AFP)
Relação complicada com a Liga dos Campeões - Jesé definitivamente não tem sorte na principal competição europeia. Com cinco aparições em partidas internacionais, o atacante soma pouco mais de 60 minutos em campo, sendo sempre promovido nos últimos minutos. Quando foi titular contra o Galatasaray, pela fase de grupos, acabou substituído ainda aos 28 minutos do primeiro tempo.

O pouco tempo evidencia o cuidado que Carlo Ancelotti tem tido com o começo de carreira de Jesé, mas também mostra a dificuldade que o atacante tem para se firmar como peça fundamental do setor ofensivo merengue nos grandes jogos. Comparando com as cinco últimas vezes que o jogador atuou pelo Campeonato Espanhol, a média de tempo em campo pela competição continental fica muito atrás: são 58 minutos por jogo pelo Nacional e 13 pela Liga dos Campeões.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade