Futebol - ( - Atualizado )

Hoje dirigentes, ex-jogadores sentem vontade de treinar em Itaquera

Helder Júnior São Paulo (SP)

À beira do gramado da arena que o Corinthians está construindo em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, dois dirigentes estavam com olhares perdidos diante do primeiro treinamento da equipe de Mano Menezes no local. Alessandro e Edu Gaspar invejavam os ex-companheiros que tiveram a oportunidade de bater bola no estádio na manhã deste sábado.

“Dá vontade de estar lá dentro. Já brinquei com o pessoal, falando que gostaria de calçar as chuteiras e treinar. Mas, mesmo aqui fora, o nosso orgulho é o mesmo”, comentou Alessandro, ex-lateral direito e atual coordenador técnico do Corinthians. “Estamos vivendo um dia especial, olhando para tudo isso e percebendo que falta pouquíssimo tempo para acontecer um jogo oficial. na arena. Nós, corintianos, estamos realizando um sonho”, completou.

Formado nas categorias de base do Corinthians, clube que defendeu desde os cinco anos de idade, o gerente de futebol Edu parecia até mais empolgado do que Alessandro. “Isso se deve a tudo o que já vivi no clube, com aquela eterna dúvida se teríamos o nosso estádio um dia. Com o empenho de todos, isso se tornou realidade. O Pacaembu foi uma casa especial, mas agora será em Itaquera que construiremos a nossa história. É de emocionar”, disse.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Ver o estádio quase pronto fez Alessandro e Edu sentirem saudades dos tempos de atleta
O fato de ter acompanhado a delegação do Corinthians do CT Joaquim Grava até a arena aguçou em Edu o mesmo desejo de Alessandro. “Fiz o mesmo trajeto que o Corinthians seguirá muitas vezes quando o estádio estiver pronto: entrei aqui, desci o túnel, vi o vestiário, esse gramado lindo... É uma emoção muito grande. Raríssimas vezes, tive vontade de voltar a jogar. Hoje, sim”, sorriu.

Edu e Alessandro deverão concretizar o sonho de atuar em Itaquera na segunda quinzena de abril. Encarregado dos assuntos relacionados ao estádio, o ex-presidente Andrés Sanchez pretende inaugurá-lo com um amistoso com a presença de ex-jogadores do clube. Dois deles já se escalaram.

“Vou falar para o Andrés que quero bater uma bolinha aqui. Seria algo histórico”, falou Edu. “Não me arrependo da minha aposentadoria, mas já cobrei o Andrés para organizar um joguinho para nós. Quero vestir a camisa do Corinthians de novo na nossa nova casa, que está maravilhosa”, elogiou Alessandro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade