Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Jadson não acredita que tenha tornado o Corinthians dependente

Helder Júnior São Paulo (SP)

O técnico Mano Menezes havia dito que um jogo (a derrota por 3 a 2 para o São Paulo) era pouco para avaliar se o Corinthians se tornou ou não dependente do meia Jadson. O jogador, no entanto, não quer nem discutir o assunto. Na quarta-feira, ele se adiantou para negar que a equipe tenha melhorado no Campeonato Paulista somente em função da sua chegada.

“Vim para ajudar, mas o elenco já era de grande qualidade, com ótimos jogadores. Cheguei apenas para complementar o grupo e tenho tentado colaborar da melhor forma. O time do Corinthians não depende só de um jogador”, garantiu Jadson.

Na prática, no entanto, o Corinthians deve muito da sua evolução em compromissos recentes à contratação de Jadson, que trouxe criatividade ao meio-campo e ainda se destacou com gols marcados. O próprio Mano gosta de enaltecer o sucesso inicial da troca que levou o atacante Alexandre Pato ao São Paulo.

Divulgação/Agência Corinthians
Jadson se tornou peça fundamental no Corinthians de Mano Menezes (foto: Daniel Augusto Jr.)
Contra o time do Morumbi, por exemplo, o Corinthians não conseguiu render o mesmo com o desfalque de Jadson – impedido de jogar em função de um acordo contratual (com multa milionária). “É difícil explicar o que aconteceu. O Mano confia em todos os jogadores, mas não é sempre que a equipe vai ganhar. O time lutou. Infelizmente, não saiu com a vitória. Estou de volta contra o Penapolense, e tomara que a gente volte a vencer”, almejou o meia, de olho no compromisso de domingo, fora de casa.

O que Jadson explica com facilidade é a sua recuperação técnica. No São Paulo, ele estava desacreditado e era alvo de críticas do técnico Muricy Ramalho, que questionava publicamente o seu condicionamento físico após as férias de final de ano.

“Desde o primeiro dia, fui bem recepcionado por todos do Corinthians. Sei que vinha de um tempo sem atuar, com o ritmo de jogo prejudicado, mas graças a Deus cheguei com a confiança do Mano e dos meus companheiros. A torcida até estava meio receosa comigo, mas venho provando o meu potencial a cada jogo. Estou muito feliz com o que está acontecendo”, sorriu o corintiano Jadson.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade