Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Jogadores aprovam atuação do Grêmio, mas lamentam gols perdidos

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Foram 22 finalizações e 17 oportunidades de gol, mas o Grêmio não conseguiu furar o bloqueio do Cruzeiro-RS, ficando no 0 a 0 nesta quarta-feira. Foi a segunda partida seguida em que a equipe titular do Tricolor não venceu no Gauchão. Ainda assim, o desempenho não preocupa os atletas, que ressaltaram o grande número de chances criadas pela equipe.

“Nós imprimimos um ritmo forte, como o professor Enderson pediu, mas infelizmente a bola não quis entrar hoje”, resumiu o lateral direito Pará. “Não achei o jogo equilibrado. A nossa equipe jogou bem mais, dominou as ações o jogo todo. Erramos alguns passes no primeiro tempo, mas depois corrigimos isso, mas perdemos muitas chances de gol”, analisou o volante Ramiro.

Para o zagueiro Werley, a falta do primeiro gol dificultou a vida do Grêmio não apenas por conta do empate, mas porque manteve o Cruzeiro-RS atrás o jogo todo: “nós fizemos uma boa partida, criamos bastante, mas temos que fazer o gol. Se a gente fizesse 1 a 0 abriria o adversário, pois eles vieram com a proposta de se fechar atrás e jogar no contra-ataque”.

O volante Edinho, a exemplo de seus colegas, considerou injusto o empate em 0 a 0 em Gravataí: “não foi justo, pois criamos muitas chances. Mas o futebol é assim. Saímos chateados com o empate, mas tranquilos por termos criado muitas chances de gol. Vamos ver se domingo a bola entra”, afirmou o centromédio, projetando o próximo jogo do time titular, na Arena, contra o Passo Fundo.

Antes deste confronto, porém, o Tricolor voltará a campo nesta sexta-feira. O time reserva vai a Ijuí enfrentar o São Luiz. O Grêmio é o líder do Grupo B do Gauchão, com 22 pontos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade