Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Jogadores do Grêmio lamentam falta de sorte nos gols sofridos em Ijuí

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Primeiro, um chute despretensioso que bate na trave, nas costas do goleiro Busatto e entrou; depois, um cruzamento rasteiro que o zagueiro Geromel tentou afastar e mandou contra o próprio gol. Os dois gols sofridos pelo Grêmio no empate em 2 a 2 com o São Luiz tiveram uma boa dose de falta de sorte. Os jogadores lamentaram ao final da partida, ocorrida no 19 de Outubro,

“A gente fica triste pelo empate, mas fizemos um bom jogo. Foi falta de sorte, tivemos uma infelicidade no final do jogo”, disse o atacante Lucas Coelho, que, apesar de reclamar do azar, viu problemas na atuação do time: “a gente relaxou no segundo tempo. Deveríamos ter ficado mais tempo com a bola no ataque tendo um homem a mais”, avaliou o centroavante.

O volante Adriano, um dos mais experientes do time que foi a Ijuí, também lamentou o fato de a equipe ter cedido o empate com superioridade numérica (o lateral Júnior Barbosa foi expulso aos 28 do segundo tempo): “a nossa equipe pecou, não podemos tomar gol com jogador a mais. Mas serve de lição. Esse grupo é muito jovem e terá tempo de aprender”, apontou.

O empate manteve o Grêmio na liderança do Grupo B do Gauchão, com 23 pontos, mas já ao alcance de Caxias e Novo Hamburgo, que têm 20 e um jogo a menos. Domingo, a equipe titular recebe o Passo Fundo, na Arena.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade