Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Júlio Baptista lamenta empate em casa, mas segue acreditando em vaga

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Cruzeiro comandou o placar contra o Defensor-URU no Mineirão, durante a maior parte do tempo, mas acabou levando o empate no finalzinho da partida, 2 a 2, que deixou os jogadores da Raposa incrédulos após o apito final. O armador Júlio Baptista afirma que o time celeste atuou bem, mas acabou pagando caro pelos erros.

“Jogo de Libertadores é diferente de jogo de Brasileiro, porque não dá para recuperar. São detalhes de uma jogada que você chega atrasado que acaba tomando um gol, e complica o jogo. Fizemos um grande grandíssimo jogo, e não tem que tirar o mérito dos jogadores, porque demos tudo e acabou no minuto 43 levando o gol”, analisou.

Para Júlio Baptista o empate dentro do Mineirão serve de lição para o Cruzeiro aprender a jogar partidas da Libertadores. O jogador entende que a situação da equipe ficou mais difícil para chegar as oitavas de final, mas segue acreditando que o clube tem condições de buscar pontos fora de casa.

“Futebol é isso, e serve de lição para nós. Agora temos que jogar fora e saber como é jogo de Libertadores. Uma vitória coloca a gente de novo no pareô. Temos que pensar que somos um time forte e continuar trabalhando bem”, declarou.

AFP
Júlio Baptista marcou um lindo gol no segundo tempo, mas o Cruzeiro levou o empate

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade