Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Kardec troca artilharia por assistência e vira exemplo de humildade

William Correia São Paulo (SP)

Alan Kardec teve a chance de assumir a artilharia isolada do Campeonato Paulista na vitória do Palmeiras sobre o Bragantino, mas mostrou ser humilde. O atacante abriu o placar e tinha boas chances de fazer o segundo, mas, na pequena área e com o goleiro no chão, preferiu rolar para Wesley selar o placar e a classificação para a semifinal.

“O Alan é o nosso goleador, mas é um jogador sem vaidade. O normal é eu passar a bola para ele fazer o gol, mas foi diferente”, sorriu Wesley. Ao dar o gol para o companheiro, Alan Kardec ficou com nove no torneio, igualando-se a Luis Fabiano e Léo, já eliminados com São Paulo e Rio Claro, respectivamente.

“Fiquei muito feliz. Poderia ter tirado e chutado, mas tenho que procurar o melhor companheiro. Foi um gol bonito, estão todos de parabéns. É a alegria e a humildade que mostram que temos tudo para fazer o que queremos acontecer”, disse o centroavante, sem negar que quer ser o goleador máximo do torneio, mas preferindo o título.

“Vou buscar o coletivo primeiro, mas, se tiver a oportunidade de buscar a artilharia, vou lutar. Quando vira uma possibilidade real, você sonha com isso”, admitiu, mas discursando com humildade. “O destaque individual aparece em alguns momentos. Estou feliz com tudo que aconteceu até aqui e por ter, mais uma vez, ajudado a equipe. Mas temos que ressaltar o coletivo, que é o mais importante.”

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Wesley agradeceu a Alan Kardec, que poderia se isolar na artilharia do Paulista, mas preferiu ser garçom
Pensando assim, o camisa 14 é exemplo. “É um garoto sempre à disposição e profissional, mas sempre gosta de fazer algo a mais, um complemento. Ele se cobra quando não consegue finalizar da maneira que queria. Não tem coisa melhor para o jogador do que vir para o estádio cheio, jogando em uma equipe de ponta e com a confiança de todos. Canalizam as forças positivas”, analisou Gilson Kleina.

Para a alegria ficar completa, Alan Kardec está focado no título, e se mostra animado. “Tem que buscar o equilíbrio sempre. Nossa equipe está cada vez mais chegando ao ideal, estamos fazendo gol e nos defendendo bem. Cada vez mais a maturidade e entrosamento são importantes para conseguirmos o nosso objetivo”, indicou o artilheiro e garçom da classificação palmeirense.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade