Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Kleina coloca vitória como “grande teste” para sequência decisiva

São José do Rio Preto (SP)

Diante do time de pior campanha no Estadual, o Palmeiras não jogou bem, mas garantiu a vitória, por 3 a 1, sobre o Paulista de Jundiaí. O desempenho abaixo da média, no entanto, não foi motivo de preocupação para Gilson Kleina, que aprovou a atuação de um time recheado de reservas, já que aproveitou a fragilidade do adversário para testar alguns jogadores do elenco.

“Foi um grande teste para ao elenco. A gente começa a fazer uma análise bem mais profunda do elenco com esse jogo, podemos conversar bastante sobre isso, porque agora começam as fases finais do Paulistão, a Copa do Brasil e ainda tem o início do Brasileirão. São dois meses muito importantes para o Palmeiras”, projetou Gilson Kleina, ciente do calendário complicado que terá pela frente.

A partida contra o Paulista de Jundiaí era vista pelo treinador como a oportunidade ideal para testar alguns jogadores. Desta forma, o Palmeiras entrou em campo sem titulares importantes, como o meia Valdívia e o atacante Alan Kardec, e Gilson Kleina pôde dar oportunidades para garotos, como Miguel Bianconi e Patrick Vieira, que aproveitaram a chance e marcaram gols.

Divulgação
Gilson Kleina aprovou o desempenho de seus comandados na vitória por 3 a 1 (Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras)
Para evitar um relaxamento da equipe diante do lanterna do Campeonato Paulista, o treinador foi buscar um exemplo no futebol internacional. Neste sábado, o Barcelona, com Neymar e Messi em campo, foi derrotado pelo Valladolid, por 1 a 0, e se complicou na busca pelo título espanhol. Desta forma, Kleina revelou que o jogo do time de catalão foi usado para alertar o perigo do confronto deste domingo.

“Muitos poderiam colocar na cabeça que teriam uma oportunidade para enfrentar o lanterna do campeonato, e assim tudo sairia de forma natural. Então batemos nessa tecla, usei o exemplo do Barcelona, que, mesmo com a equipe completa, foi derrotado pelo Valladolid, mas a equipe foi competente e não tivemos problemas com relação a isso”, explicou o comandante do Palmeiras.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade