Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Kleina considera Santos "irreverente", mas se tranquiliza antes do jogo

São Paulo (SP)

Gilson Kleina fala do duelo contra o Santos pela melhor campanha da primeira fase do Campeonato Paulista há semanas. Mas se mostrou extremamente tranquilo a dois dias do clássico na Vila Belmiro. Em entrevista coletiva na qual esbanjou sorrisos e graças nesta sexta-feira, o treinador demonstrou calma diante de um adversário que considera “irreverente”.

“O ataque do Santos é irreverente, insinuante, tem garotos rápidos e habilidosos e experientes como Leandro Damião e Thiago Ribeiro. Mas a armação se inicia de trás. Teremos atenção com a equipe toda do Santos”, comentou o treinador, ressaltando o trabalho de meio-campistas para manter a bola na intermediária santista.

A declaração foi dada em tom sério, como na maioria das respostas do técnico no último treino aberto antes do clássico, mas Kleina estava descontraído, independentemente de ter do outro lado o melhor ataque do torneio. Chegou atrasado à entrevista coletiva falando em inglês. “I’m sorry (Desculpem-me, em inglês). Vou dar a coletiva hoje em inglês”, gargalhou.

Tranquilo, ao falar da busca pela vantagem de atuar nos jogos das próximas fases do Estadual no Pacaembu, o treinador citou Ghiggia, uruguaio que fez o gol do título mundial de seu país em Maracanã lotado, diante da Seleção Brasileira, na Copa do Mundo de 1950. Tudo para se mostrar calmo antes do esperado e importante clássico.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Treinador fez graça e mostrou calma na última entrevista coletiva antes do esperado clássico na Vila
Nem a possibilidade de Oswaldo de Oliveira escalar um time misto o faz diminuir a importância do jogo. “Todo treinador que respeitar planejamento. De repente, se fizer isso, entendo. Tem que entender qual é o objetivo. Para nós, é manter a liderança e depois focar jogo a jogo com decisões no Pacaembu. Penso que o Santos acha isso também, mas respeitarei se colocar uma equipe alternativa.”

Com a tranquilidade que mostrou diante dos microfones em sua última entrevista coletiva antes do confronto na Vila Belmiro, Kleina só pede para que o Palmeiras não mude o estilo de jogo que o colocou com a melhor campanha desta fase do Campeonato Paulista.

“O Santos faz um campeonato impecável na Vila, com sete vitórias em sete jogos, algumas de goleada. Faz um campeonato com muita consistência e regularidade. Não podemos desfigurar o que temos feito. Teremos toda a preocupação, mas mantendo a atitude, sendo agressivos como somos e fazendo valer o talento e a qualidade dos jogadores”, indicou, calmo e focado no objetivo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade