Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Kleina escala Eguren e França e deixa Bruno César e Leandro no banco

Cuiabá (MT)

Gilson Kleina não quer inventar para a estreia na Copa do Brasil. No treino desta terça-feira, em Cuiabá, o técnico armou o time que enfrentará o Vilhena nesta quarta-feira, em Rondônia, com Eguren, França e Valdivia no meio-campo e manteve Patrick Vieira, Vinicius e Alan Kardec no ataque.

Na partida das 19h30 (de Brasília) no Portal da Amazônia, o Verdão entrará em campo com: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Eguren, França e Valdivia; Patrick Vieira, Vinicius e Alan Kardec.

O treinador embarcou para a capital mato-grossense com dúvidas em relação ao substituo de Wesley, vetado por lesão na coxa direita. Existia a possibilidade de Tiago Alves entrar na zaga para Marcelo Oliveira atuar como volante. Mas o técnico prefere manter a estrutura tática dos últimos jogos.

Valdivia será titular depois de ficar duas partidas fora, a primeira delas por suspensão e por ter atuado por cerca de 15 minutos na derrota da seleção chilena em amistoso diante da Alemanha, em Stuttgart, na quarta-feira. O jogador mais caro do elenco foi poupado no domingo, diante do Paulista, em São José do Rio Preto, para estar à disposição em Vilhena.

Bruno César, reforço apresentado com mais badalação no centenário, estreia na Copa do Brasil no banco. “O Bruno fez a sua primeira partida iniciando no domingo. Conversamos e até o deixei falar do que achou do jogo. Ele ainda precisa acelerar situações e de ritmo um pouquinho melhor, não querendo mudar muito suas características”, explicou Kleina à rádio Globo.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Técnico aposta mais uma vez na marcação de Eguren e escala França na saída de bola no lugar de Wesley
Já Leandro não joga desde o empate diante do Corinthians, no dia 16. Ficou fora do jogo seguinte por suspensão e dos outros quatro por pancada na perna direita que o fez receber sete pontos para conter corte na perna direita.

“O Leandro teve um corte muito profundo que já cicatrizou. Ele treinou normalmente nesta semana, mas, por coerência, vai aguardar um pouquinho e entrar no decorrer do jogo. Com o Patrick e o Vinicius, mantemos a velocidade, ainda mais com a entrada do Valdivia”, relatou o treinador.

O Palmeiras trabalhou no Centro de Treinamento do Mixto nesta tarde, em Cuiabá (MT), e embarca de avião para Vilhena. O aeroporto da cidade com o nome do adversário do Verdão nesta quarta-feira foi liberado para receber voos e, assim, o clube manteve sua logística.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade