Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Leia na íntegra o contrato entre Inter e Fifa para Beira-Rio receber Copa

Porto Alegre (RS)

Nesta sexta-feira, o jornal gaúcho Zero Hora revelou a íntegra do contrato firmado pelo Internacional para que o Estádio Beira-Rio receba jogos da Copa do Mundo. O documento reserva ao Colorado muitos deveres e poucos direitos. Um dos itens prevê que a Fifa e o Comitê Organizador Local (COL) podem assumir eventuais custos para garantir a realização dos jogos, mas a conta seria cobrada após o torneio.

O documento obtido junto ao Ministério Público Estadual (MPE) por meio da Lei de Acesso à Informação contém o acordo entre as partes e um aditivo, ambos assinados por Jérôme Valcke e pelo então presidente colorado Vitorio Piffero. Clique aqui e leia o contrato na íntegra ou veja abaixo os principais pontos do acerto:

Operação – Diferentemente do que acontecerá em outras arenas, o Internacional não entrega o Beira-Rio à Fifa durante a Copa do Mundo, mantendo-se responsável pelo estádio e arcando com os custos. O clube concorda em ceder ferramentas como empilhadeiras e contratar funcionários de acordo com as necessidades da entidade. Além disso, ainda aceita organizar áreas de estacionamento e estruturas temporárias.

Cobrança – Caso o Colorado não fornecer algum equipamento considerado essencial pela Fifa, a entidade pode montar a estrutura bancando os custos e cobrar ressarcimento do clube após a Copa do Mundo. Caso haja discordância entre as partes, o caso será levado à Câmara de Comércio Suíça, em Zurique, onde fica a sede entidade.

Alexandre Lops/SCI
Estádio receberá cinco partidas da Copa do Mundo, sendo quatro da fase de grupos e uma das oitavas de final
Manutenção – A responsabilidade de limpar o estádio antes, durante e depois da competição é do Inter, assim como o fornecimento de energia elétrica, móveis de transmissão de TV e equipamentos indicados pela Fifa. Além disso, o clube concorda em assegurar pelo menos oito bilheterias perto da área de acesso e realizar qualquer modificação para atender aos requerimentos.

Direito a ingressos – Dentre tantas obrigações, o Internacional encontra uma boa notícia na cláusula 13 do aditivo. A Fifa se compromete a ceder ingressos ao clube, mas não garante quantidade ou localização dos assentos.

O contrato ainda prevê que o Colorado tem seguro do Beira-Rio contra qualquer perda ou dano, incluindo desastres naturais. Também está isento contra possíveis ferimentos ou até mortes sofridos no estádio. O limite mínimo de cobertura é 75 milhões de francos suíços (cerca de R$ 190 milhões).

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade