Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Livre da A-2, XV se apega a chances remotas contra desesperado Sorocaba

Sorocaba (SP)

O XV de Piracicaba entrou em campo para enfrentar o Linense, na última terça-feira, dentro de casa, precisando de uma vitória para escapar do risco de rebaixamento à Série A-2 do Campeonato Paulista. O objetivo foi cumprido e, agora, o Nhô Quim se apega às remotas chances de classificação às quartas de final, para seguir lutando na competição estadual. O rival desta rodada – a penúltima do Estadual – será o Atlético Sorocaba, no sábado, às 18h30 (de Brasília), no estádio Walter Ribeiro.

O XV de Piracicaba, curiosamente, saiu do inferno para sonhar com um lugar no céu, neste estranho regulamento do Campeonato Paulista. Livrou-se do risco de rebaixamento – tem sete pontos de vantagem sobre o 17º colocado, Linense -, e manteve vivas as chances de uma vaga para as quartas de final da competição. A missão, entretanto, é praticamente impossível. Restando dois jogos para o fim da primeira fase, o time de Piracicaba está cinco pontos atrás do Ituano, segundo colocado do Grupo B, e a três de distância de Corinthians e Audax.

Para avançar, o Nhô Quim precisa vencer os seus dois próximos concorrentes – Atlético Sorocaba e Comercial – e torcer para o seus três adversários não triunfarem mais. A dificuldade é admitida pela equipe, que não se conforma com o esquisito regulamento da competição estadual. “Estas regras são no mínimo estranhas. Um time como o Penapolense faz 18 pontos e vai às quartas de final e quem fará 23 ou 25 pontos não terá essa oportunidade. É confuso e sem critério. No meu modo de ver e entender tem que ter critério para premiar os clubes que têm a melhor pontuação”, reclamou o treinador Edison Só, que, apesar disto, comemorou o fato de o XV ter se livrado do rebaixamento á Série A-2.

“Acho que o objetivo sempre foi esse. Oscilamos um pouco, mas nunca deixou de ser a meta inicial e depois buscar uma situação melhor. A equipe fez dois bons jogos contra Penapolense e Linense, com inteligência, marcando bem e jogando nos contra golpes, além das bolas paradas. Vencemos com méritos, não só o Penapolense, mas também o Linense. Fica o alívio. Estamos felizes e o XV merece a permanência. Matematicamente temos chances de classificação e vamos tentar ganhar o próximo jogo e ver o que acontece na última rodada”, acrescentou.

Apesar do que pode sugerir, porém, o jogo deste fim de semana não deve ser fácil. Embora ocupe a 18ª colocação na classificação geral, o Atlético Sorocaba tem muitos jogadores experientes em seu elenco e, nas últimas cinco rodadas, amargou apenas duas derrotas. No entanto, o péssimo início fez com que o Galo chegasse às rodadas finais do Campeonato Paulista com grandes riscos de rebaixamento à Série A-2. Neste momento, a distância para o fim da degola é de apenas um ponto, mas, caso Comercial e Mogi Mirim vençam os seus jogos – atuam em casa – e o Sorocaba seja derrotado, estará matematicamente rebaixado.

Por isto, os jogadores pedem o apoio da torcida para a partida considerada “a mais importante do ano”. “Os torcedores precisam comparecer e nos ajudar sendo o décimo segundo jogador”, disse o goleiro Deola, ex-Palmeiras. “A torcida tem nos ajudado muito nos últimos jogos. Mesmo quando o time está mal ela canta o tempo todo e tenho certeza que agora não será diferente”, acrescentou o treinador Roberto Cavalo. “O Atlético fará no sábado a partida mais importante do campeonato para nós, sabemos que o resultado pode definir nossa permanência na Série A1”, decretou o atacante Danilo Alves.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO SOROCABA X XV DE PIRCACIABA

Local: Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP)
Data: 15 de março de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcio Henrique de Gois
Assistentes: Marco Antonio de Andrade Motta Junior e Giulliano Neri Colisse

ATLÉTICO SOROCABA: Deola; Fabinho Capixaba, Thiago Costa (Robson), Danilo Santos e Michel; Walisson, Chaba, Douglas Packer e Marcinho (Anderson Bartola); Danilo Alves e Alex William
Técnico: Roberto Cavalo

XV DE PIRACICABA: Mateus; Paulo Henrique, Leonardo Luiz, Rodrigo Freitas e Aélson (Vinícius Bovi); Adílson Goiano, Alan Bahia e Adriano Ferreira (Juliano); Gilsinho; Jonathan Cafú e Adílson
Técnico: Edison Só

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade