Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Miguel Ángel fica satisfeito com evolução mostrada pelo Atlético-PR

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Com uma formação mais ofensiva, o Atlético Paranaense foi ao Peru e saiu com três pontos em sua luta no grupo 1 da Libertadores da América ao bater o Universitario por 1 a 0, no Coloso de Ate. Em um jogo que começou com a tensão do grupo, que viu o ônibus ser apedrejado na entrado do estádio, o Furacão mostrou nervos no lugar para esperar a chance de matar a partida.

“Nosso time jogou para ganhar e ganhou. Tínhamos que vencer. Pela partida que fizemos, poderíamos até marcar mais gols, mas conquistamos nosso principal objetivo”, afirmou o técnico Miguel Ángel Portugal, destacando a evolução rubro-negra. “Estamos buscando o melhor sistema. É normal que cada partida a equipe jogue melhor. Creio que com os dias de treinamento e com o trabalho, vamos melhorar ainda mais”, completou.

Divulgação/CAP
Técnico rubro-negro elogiou time diante dos peruanos e pediu regularidade em casa (foto: Gustavo Oliveira)
Sem destacar nenhum atleta individualmente, o comandante atleticano espera a mesma intensidade do conjunto para encarar os peruanos n a próxima semana, na Vila Capanema. “Na próxima partida, temos que entrar com a mesma intensidade e a mesma maneira de jogar. Com a forma que atuamos, temos muitos protagonistas e todos os jogadores são importantes”, avaliou.

Com três times embolados com seis pontos, com desvantagem para o Furacão no saldo de gols, o objetivo de Miguel Ángel é mostrar ao grupo que os três jogos restantes, especialmente os dois em casa contra o próprio Universitario e o Vélez, são verdadeiras finais. “Se não ganhássemos ficaria complicado e essa foi nossa mentalidade. Estamos na ponta do grupo, que acredito ser  o mais equilibrado. Então temos que ganhar as partidas em casa para garantir a classificação”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade