Futebol/Bastidores - ( )

Milton Mendes admite problemas do Paraná e vê vitórias como solução

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

O Paraná Clube voltou a empatar no Campeonato Paranaense 2014, desta vez sem gols, diante do Londrina, adiando cada vez mais a definição sobre seu destino na competição. O técnico Milton Mendes acredita que o time se esforçou em campo, enquanto ele próprio tentava ajustar o posicionamento, mas mesmo com um jogador a mais por boa parte do segundo tempo, não conseguiu o efeito esperado.

“Tivemos tranquilidade, tivemos força, tentei fazer algumas substituições para que nossos jogadores fossem mais agudos. Infelizmente não surtiu efeito. Depois precisava ganhar mais velocidade na transição, mais chute. Mas, depois da expulsão a equipe demorou para se encaixar”, ponderou o treinador paranista que esperava pelos três pontos. “É uma pena. Tentei tudo, a equipe criou, jogou, mas não conseguiu os pontos”, completou.

Mendes admite que o clube passa por um momento delicado, mas não expõe os atletas e as cobranças “Estou aborrecido, a oportunidade estava em nossas mãos. Estamos lutando contra tudo e contra todos. Estamos com muitos problemas. Mas meus jogadores são extremamente profissionais. Falta uma coisa ali outra aqui, mas trabalho ninguém pode negar. Qualidade pode não ser a melhor, mas entrega ninguém pode dizer nada. Eu sei o que faltou para nós, mas conversarei dentro do vestiário”, afirmou.

Com o Tricolor no limite entre o grupo dos oito primeiros colocados que se classificam para a segunda fase e os quatro últimos que vão para o Torneio da Morte, o técnico só tem uma solução mais imediata: vencer nas rodadas finais. “Temos um jogo contra o Toledo e temos que ganhar. Só a vitória interessa agora. É ganhar ou ganhar”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade