Futebol/Copa Libertadores da América - ( )

Na Libertadores, Emelec e León duelam pelo grupo do Flamengo

Gazeta Press Guayaquil (Equador)

O Flamengo deverá entrar em campo bem pressionado para enfrentar o Bolívar nesta quarta-feira, no Maracanã. Isto porque, nesta terça, a terceira rodada do Grupo 7 será aberta com o confronto entre Emelec e León, que duelam às 23h30 (de Brasília), no estádio George Capwell, em Guayaquil, no Equador. Qualquer resultado deverá deixar os flamenguistas ainda mais com a obrigação de um triunfo.

O León lidera a chave, com quatro pontos, um a mais que o Emelec e o Flamengo. Portanto, ganhando, os mexicanos dispararam na liderança. Já um empate ou triunfo equatoriano tira os brasileiros da zona de classificação. O Bolívar segura a lanterna, com um tento.

Pelo Grupo 6, que tem o Grêmio na liderança, com seis pontos e 100% de aproveitamento, duelam, às 21h15 (de Brasília), Atlético Nacional e Nacional, do Uruguai, no estádio Atanasio Girardot, em Medellín, na Colômbia. Os colombianos somam três tentos e dividem a segunda colocação com o argentino Newell’s Old Boys, rival dos gremistas na quinta. Já os uruguaios, em situação delicada, seguram a lanterna, zerados na pontuação.

Quem também está de olho na abertura da terceira rodada é o Atlético-PR, que integra o Grupo 1. Isto porque dois de seus rivais, The Strongest e Vélez Sarsfield, da Argentina, medem forças às 21h15 (de Brasília), em La Paz, capital da Bolívia. Os argentinos lideram a chave, com seis pontos e também 100% de aproveitamento, enquanto que os bolivianos, com três tentos, dividem a segunda posição com o Furacão. O Universitario, do Peru, que enfrenta os brasileiros na quarta, é o lanterna.

Já no equilibrado Grupo 5, que tem todos os times empatados com três pontos, às 23h30 (de Brasília), jogam Real Garcilaso e Universidad de Chile no estádio Municipal de Huncayo, no Peru. Ambos integram a chave do Cruzeiro, que nesta terça mesmo visita o Defensor, no Uruguai.

Por fim, às 21h15 (de Brasília), duelam Deportivo Anzoátegui e os mexicanos do Santos Laguna, na Venezuela, pelo Grupo 8. O Santos Laguna lidera, com seis pontos, três a mais que o Arsenal, da Argentina, vice-líder. Os venezuelanos têm um ponto, assim como o Peñarol, do Uruguai.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade