Futebol/Amistosos - ( - Atualizado )

Neymar brilha e Brasil goleia África em último teste antes de lista

Joanesburgo (África do Sul)

Faltando 99 dias para o início da próxima edição da Copa do Mundo, o Brasil segue demonstrando o porquê é um dos principais candidatos ao título da competição. Em seu último teste antes da convocação final, em 7 de maio, o time comandado pelo treinador Luiz Felipe Scolari foi ao estádio Soccer City, nesta quarta-feira, e triunfou por 5 a 0 sobre a África do Sul. Oscar, Neymar (duas vezes) e Fernandinho, garantiram a vitória aos visitantes.

No amistoso realizado nesta quarta-feira, o lateral direito Daniel Alves e o volante Luiz Gustavo foram para o banco de reservas e deram lugar a Rafinha e Fernandinho, respectivamente. A dupla teve boa adaptação ao sistema e mostrou que pode figurar entre os convocados para Copa do Mundo deste ano, que ocorre entre 12 de junho e 13 de julho. O volante, inclusive, marcou belo gol e concretizou a goleada.

A convocação final de Luiz Felipe Scolari para o torneio será realizada no próximo dia 7 de maio, no Rio de Janeiro. Antes na estreia no principal torneio desta temporada, em 12 de junho, o Brasil ainda mede forças com o Panamá, em 3 de junho, no Estádio Serra Dourada, e com a Sérvia, em 6 de junho, no Morumbi.

AFP
Na estreia de novo uniforme, Brasil goleou África do Sul sem dificuldades no Soccer City

O jogo: Escalado com o volante Fernandinho e o lateral direito Rafinha como novidades, o Brasil conseguiu controlar o ritmo da partida desde os primeiros minutos. As principais investidas ofensivas da equipe visitante ocorriam em enfiadas de bola, apostando na velocidade de atletas como Neymar, Hulk e Oscar.

O sistema de jogo adotado pelo treinador Luiz Felipe Scolari deu resultado logo aos nove minutos. Hulk dominou bola pelo lado direito e acertou lançamento para Oscar. O meio-campista avançou em profundidade, superou os zagueiros adversários e tocou na saída do goleiro Williams, colocando a Seleção em vantagem no marcador.

Melhor em campo, o Brasil era pouco ameaçado no setor defensivo. Agora atuando pelo Toronto (Canadá), o goleiro Júlio César demonstrou segurança em todas as oportunidades em que foi exigido na etapa inicial. O atacante Bernard Parker, com arremates de fora da área, era quem mais oferecia perigo aos visitantes.

AFP
Oscar abriu o placar no jogo desta quarta-feira
Aproveitando a marcação em linha feita pelo time sul-africano, a Seleção deixou a vitória encaminhada ainda antes de descer aos vestiários. Aos 40 minutos, o volante Paulinho subiu ao ataque, e a bola sobrou para Neymar. O camisa 10, que já havia desperdiçado boa oportunidade, dominou um pouco à frente da intermediária, conduziu para o lado esquerdo e chutou sem chances ao goleiro Williams.

Na volta do intervalo, o Brasil trocou de uniforme e estreou sua camisa azul. Além disso, Felipão promoveu alteração tripla. Paulinho, Oscar e Hulk saíram de campo para dar lugar a Luiz Gustavo, Willian e Ramires, respectivamente. Com as mudanças, Ramires cumpriu função pelo lado direito e Willian atuou como principal armador. Já na defesa, Fernandinho ganhou mais liberdade e Luiz Gustavo foi fixado em frente aos zagueiros.

Logo no primeiro lance da etapa complementar, o Brasil foi ao ataque e conseguiu aumentar sua vantagem. Neymar recebeu bonito passe de Fred, partiu em alta velocidade e, mais uma vez, aproveitou a fraca marcação sul-africana para encobrir Williams.

Na sequência, Luiz Felipe Scolari cumpriu o cronograma previsto e realizou as últimas três alterações permitidas. Daniel Alves, Jô e Dante entraram nas vagas de Marcelo, Fred e David Luiz, respectivamente. O atleta do Barcelona foi deslocado para atuar pelo lado esquerdo e, aos 29 minutos, teve oportunidade de transformar o resultado em goleada, mas chutou em cima de Williams.

Nos minutos finais, o Brasil alternou ritmo lento com subidas rápidas ao ataque. Em uma delas, aos 33 minutos, a bola sobrou para o volante Fernandinho, na entrada da área. O atleta ajeitou para o pé direito e acertou bonito chute no ângulo, transformando o placar em goleada. Ainda houve tempo para Neymar, aos 45 minutos, aproveitar assistência de Jô, marcar seu terceiro gol e dar números finais ao jogo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade