Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Parceiro na contratação de Damião inicia busca por zagueiro

Do correspondente Diego Diegues Santos (SP)

Com a contusão de Edu Dracena, no início da temporada, e a de Gustavo Henrique, há duas semanas, o Santos ficou desfalcado no setor defensivo e já trata com o fundo de investimentos, Doyen Sports, a contratação de um novo zagueiro. A ideia da diretoria do Peixe é trazer um jogador para ser titular, e que vista a camisa sem sentir a pressão.

Parceiro nas contratações do atacante Leandro Damião (R$ 42 milhões) e do meia Lucas Lima (R$ 5 milhões), e ciente do pedido da diretoria santista, a Doyen Sports já intensifica sua busca por um novo zagueiro. O fundo de investimentos monitora o mercado nacional e internacional, em busca do perfil desejado pelo Peixe, que são defensores jovens, altos, técnicos e de personalidade.

Ciente da dificuldade em encontrar defensores com esse perfil, o treinador Oswaldo de Oliveira admite a necessidade da contratação de um novo zagueiro, porém se mostra cauteloso e mantém a sua postura de elogiar os jovens que tem à disposição, como Jubal, Nailson, Paulo Ricardo, e os mais experientes como Neto e David Braz – que por conta das contusões, terá oportunidade no time principal, pelo menos, até a Copa do Mundo.

“Temos bons jogadores aqui. Alguns são meninos, como o Paulo Ricardo, o Nailson e o Jubal. O Neto é nosso titular e tem jogado bem, assim como o David Braz que está treinando muito bem. Então temos que analisar e, na hora certa, chegar a uma conclusão”, disse Oswaldo de Oliveira, na coletiva de imprensa, após a vitória por 5 a 0 diante do Bragantino.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade