Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Por sobrevivência, Cruzeiro enfrenta o Defensor-URU no Mineirão

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Vitória. Essa é a única palavra que interessa para o Cruzeiro na partida desta quinta-feira, contra os uruguaios do Defensor, às 22 horas (de Brasília), no Mineirão. O duelo é crucial para as pretensões da Raposa de se classificar para a próxima fase da Libertadores. Um revés complica muito as chances de avançar da equipe mineira, por isso, o foco da equipe é total.

O Cruzeiro ocupa a terceira colocação do Grupo 5 com apenas três pontos, contra nove dos chilenos da La U, que lideram a chave. O vice-líder é justamente o Defensor, adversário desta quinta-feira, que assim como os celestes pretende obter um bom resultado, o que dá a certeza que será um grande jogo no Gigante da Pampulha.

Jogando diante da sua torcida, que promete lotar o Mineirão, a Raposa enfrentará um adversário direto, precisando a todo custo conquistar uma vitória. Para Dedé, todos esses ingredientes combinados dão a tônica de que o embate desta quinta será uma verdadeira decisão para o Cruzeiro.

“Para mim, é final. Acho que jogando bem uma partida como esta, pode favorecer muita coisa. Estou muito confiante para a partida, sabendo das dificuldades que podem acontecer. Estou preparado, tentarei fazer o melhor, jogar com toda a disposição e vontade para ajudar o Cruzeiro”, declarou.

Divulgação/Cruzeiro
Expectativa é que o Mineirão esteja lotado: até esta segunda-feira, 35 mil ingressos haviam sido vendidos
Para não ser surpreendido pelo time do Uruguai, o técnico Marcelo Oliveira decidiu fazer duas mudanças em relação à equipe que vinha atuando com frequência. No meio-campo, Lucas Silva volta a ser titular, e entra na vaga de Rodrigo Souza. Com isso, a dupla de volantes cruzeirense terá Lucas Silva e Nilton.

No ataque, uma alteração de ordem tática, com a entrada de Júlio Baptista no lugar do boliviano Marcelo Moreno. A ideia de Marcelo Oliveira é explorar a força e a jogada área de Júlio Baptista contra a defesa uruguaia. O avante Borges segue lesionado e fora da equipe celeste.

No Defensor, a ideia é voltar a vencer o Cruzeiro. No jogo do turno, os uruguaios ganharam por 2 a 0, mas as chances da equipe derrotar o Cruzeiro em pleno Mineirão não são grandes. Sabendo disso, o técnico Fernando Curutchet deverá armar o Defensor em uma espécie de retranca, tentando surpreender nos contra-ataques.

A maior aposta do Defensor é no brasileiro Felipe Gedoz, autor dos dois gols na partida de ida. Antes do jogo em Montevidéu, o jogador era praticamente desconhecido pela torcida do Brasil, e agora deverá ter atenção especial na partida desta quinta-feira. “A marcação será forte, mas assim abre espaços para os companheiros. Será um jogo difícil, mas podemos conseguir um bom resultado”, afirmou.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X DEFENSOR-URU

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 20 de março de 2014, quinta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Mauro Vigliano (ARG)
Assistentes: Diego Bonfá e Javier Uziga (ambos da Argentina)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton, Lucas Silva, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Dagoberto e Júlio Baptista
Técnico: Marcelo Oliveira

DEFENSOR-URU: Campaña; Zeballos, Arias, Malvino e Herrera; Felipe Gedoz, Arrascaeta, Fleurquin e Cardaccio; Oliveira e Risso
Técnico: Fernando Curutchet

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade