Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Portuguesa se recupera de 'apagão' e garante permanência na elite

São Paulo (SP)

Nesta quarta-feira, Portuguesa e Bragantino entraram em campo, no Canindé, para colocar números finais na 13ª rodada do Campeonato Paulista desta temporada. Entretanto, na volta para o segundo tempo, uma queda de energia no estádio impediu que o segundo tempo do duelo fosse realizado. Os times retornaram ao gramado na tarde desta quarta-feira, e quem levou a melhor foi a Portuguesa, que triunfou por 3 a 1 e garantiu permanência na primeira divisão.

Em vantagem no primeiro tempo do embate, a Portuguesa vencia por 1 a 0 quando a luz acabou no Canindé. Nesta quarta-feira, o time da capital foi pressionado no início e sofreu gol de empate de Robertinho, aos 15 minutos. No entanto, Wanderson, aos 39 minutos, recolocou os donos da casa em vantagem. Caio, aos 44 minutos, deu números finais ao jogo.

Com este resultado, a Portuguesa elimina risco de ser rebaixada no Campeonato Paulista. Quarto colocado no Grupo C, com 17 pontos, o clube rubro-verde abriu sete pontos de vantagem em relação ao Linense, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. Faltando duas rodadas para o término do primeiro turno, a diferença já não pode ser revertida.

O Bragantino, por sua vez, na disputa por uma vaga nas quartas de final do torneio. Com 19 pontos, o time alvinegro é vice-líder do Grupo D, e tem o Rio Claro, também com 19 pontos, como principal adversário. O Palmeiras, com 32 pontos, já assegurou a primeira colocação desta chave.

A equipe da capital volta a entrar em campo na próxima terça-feira, às 19h30 (de Brasília), quando mede forças com Oeste, no Estádio Amaros. Neste sábado, às 16 horas (de Brasília), quem retorna aos gramados é o Bragantino, que recebe o São Bernardo, no Nabi Abi Chedid

O jogo: Quando o árbitro Leandro Bizzio Marinho decidiu adiar a partida, a equipe comandada pelo treinador Argel Fucks vencia por 1 a 0, com belo gol marcado pelo centroavante Caio Mancha. Apesar da vantagem dos donos da casa, o embate era disputado em ritmo equilibrado, com o Bragantino passando perto de igualar o placar em algumas oportunidades.

Na sequência do jogo, nesta quarta-feira, o time do interior paulista retornou apresentando nível bem superior em relação ao clube mandante. Logo aos dois minutos, Magno Cruz tentou jogada pelo lado esquerdo e acabou derrubado por Régis dentro da área. Na cobrança de pênalti, o atacante Tássio não foi capaz de deslocar o goleiro Gledson, que saltou para o lado direito e espalmou.

Pressionada, a Portuguesa quase sofreu o gol de empate em duas cobranças de falta do volante Geandro, sendo os dois lances interceptados pelo goleiro da equipe rubro-verde. Atento ao momento adversário, o treinador Argel tirou o principal articulador de jogadas de seu time, Rondinelly, e colocou o volante Diego Silva, aos dez minutos.

A alteração, porém, não surtiu efeito imediato. Ainda vulnerável no setor defensivo e com mau desempenho na criação, o clube mandante ficou acuado e apostava em lançamentos longos para chegar ao campo ofensivo. Já o Bragantino, com Cesinha na vaga de Geandro, seguiu insistindo em pressionar o rival.

Aos 15 minutos, o time comandado pelo treinador Marcelo Veiga finalmente conseguiu transformar a soberania em gol. Tentando se redimir da cobrança de pênalti desperdiçada, o centroavante Tássio fez bela jogada de pivô para o lateral direito Robertinho, que invadiu a área sem dificuldades e arrematou na saída de Gledson.

Após o empate dos visitantes, a partida caiu de nível no Canindé. Os atletas concentraram as ações do jogo no meio-campo, mas erraram diversos passes e não conseguiram dar sequência aos lances. Até que o lateral Bryan, aos 39 minutos, decidiu arriscar jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Wanderson, sozinho, cabecear para o fundo das redes. Aos 44 minutos, Caio marcou seu segundo gol e deu números finais ao jogo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade