Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Rafael Moura critica atuação do Inter e arbitragem após empate

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Autor do golaço que impediu que o Internacional perdesse para o São José, o centroavante Rafael Moura criticou a atuação da equipe colorada no empate em 1 a 1 desta quarta-feira, no Estádio do Vale. Segundo o goleador, a equipe não perdeu porque teve determinação, mas precisa traduzir sua maior posse de bola em vitórias. Contra o Zequinha, a equipe rubra passou 65% do tempo com a bola nos pés.

“Nós jogamos mal de novo. Precisamos traduzir essas trocas de passe em vitórias. Mas assim como naquele jogo contra o Brasil de Pelotas, o nosso poder determinação fez a gente conseguir o resultado. Desta vez não ganhamos, mas conseguimos um empate. A gente lutou bastante, foi bom diante das circunstâncias”, analisou o centroavante.

A má atuação da equipe, porém, não fez Rafael Moura isentar a arbitragem de Fabrício Corrêa: “em alguns momentos o bandeira, o Conceição (Paulo Ricardo Conceição, um dos árbitros assistentes da partida), veio com arrogância. Tem que haver respeito mútuo. A gente cobra, mas tem que fazer de uma maneira certa, sabendo que eles são a autoridade no jogo, mas eles precisam nos ouvir também”, reclamou o jogador.

O técnico Abel Braga esbravejou diversas vezes contra a arbitragem durante o jogo. “Não foi nem pouco impedido, foi muito impedido. Ele não estava vendo o lance e deixou o jogador seguir”, disse Abelão, na ida para o intervalo, a respeito do gol marcado pelo São José, em que Franciel entrou livre enquanto a zaga colorada pedia impedimento. O replay, porém, mostrou que o jogador do Zequinha partiu em condição legal no momento do passe.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade