Futebol/Copa do Brasil - ( )

Rei de estreia, Pato já marcou gol após substituir Luis Fabiano

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Resta pouco para Alexandre Pato atuar como são-paulino pela primeira vez. O atacante admitiu ansiedade na segunda-feira, a dois dias da partida contra o CSA, porém lembrou ter balançado a rede nas quatro estreias da carreira, por Internacional, Milan, Seleção Brasileira e Corinthians.

Pelo São Paulo, nesta quarta-feira, ele estará ao lado de Luis Fabiano, atacante que já fez parte de outra estreia sua. Em 26 de março de 2008, há pouco menos de seis anos, o agora companheiro de clube deixou o campo justamente para que Pato entrasse, e ele marcou o gol que deu ao Brasil a vitória por 1 a 0 sobre a Suécia, em Londres.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Bola vai rolar para o atacante nesta quarta-feira, em Maceió, palco do duelo com o CSA, pela Copa do Brasil
Foram necessários somente 13 minutos em campo para vazar a meta sueca naquela noite. Após longo lançamento do campo de defesa brasileiro, o goleiro Isaksson abandonou a área e tentou afastar o perigo, contudo acertou a bola no atacante, que se virou rapidamente para o gol vazio e chutou de perna esquerda à rede. Um belo gol, como também havia sido o de sua estreia pelo Milan, dois meses antes.

Com a camisa da equipe italiana, Pato também aproveitou lançamento, invadiu a área e tocou na saída do goleiro do Napoli, Iezzo, fechando o placar do San Siro em 5 a 2. O mesmo, ele já tinha feito em 2006, no debute como profissional, quando deu um toque na bola, ainda no primeiro minuto de jogo, para tirá-la do alcance do então palmeirense Diego Cavalieri e abrir o triunfo do Internacional por 4 a 1, no Palestra Itália.

A última estreia foi no ano passado, pelo Corinthians. Pato entrou na metade da segunda etapa e ajudou a bater o Oeste por 5 a 0, no Pacaembu, confirmando ter sorte nas primeiras aparições em suas equipes. Nem esse retrospecto, entretanto, tira dele a ansiedade às vésperas do compromisso contra o CSA, em Maceió, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil.

"Fiquei muito ansioso antes de todas as estreias, como estou agora. Mas o segredo (do sucesso) é fazer aquilo que se faz nos treinos", disse o reforço são-paulino, que vem praticando bastante desde 11 de fevereiro, uma vez que não pode atuar no Campeonato Paulista por já ter excedido limite de jogos permitido para defender outro time. "É duro ficar só treinando. Espero que dê tudo certo".

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade