Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Renato Augusto não se assusta com concorrência e garante ser titular

São Paulo (SP)

Renato Augusto chegou ao Corinthians com a promessa de ser um dos principais atletas do elenco alvinegro, mas, em pouco mais de um ano com a camisa do Timão, o meia não conseguiu se firmar. O camisa 8 foi obrigado a conviver com uma série de lesões que o afastou dos gramados e prejudicou uma possível sequência de partidas. Agora, na tentativa de retomar ao posto de titular, o jogador terá que enfrentar a boa fase de seus concorrentes, como Jadson, mas garante não se assustar com a pressão.

Em 2014, o meia do Corinthians atuou apenas em duas ocasiões, sendo em poucos minutos já no segundo tempo. Após a estreia no clássico contra o Palmeiras, Renato Augusto entrou em campo nesta quarta-feira, quando seu time goleou o Linense, por 4 a 0, com uma bela atuação de seu principal concorrente na briga pela vaga entre os titulares.

Depois de marcar os dois primeiros gols do Corinthians, Jadson ainda foi o responsável por uma assistência, coroando o desempenho de gala. Renato Augusto, porém, vê a boa fase do camisa 10 como algo positivo e afirma que, mesmo diante desse cenário, é titular no time de Mano Menezes. “É sempre bom ter jogadores que estão bem no grupo, pois divide a responsabilidade. Tenho certeza que, quando eu estiver 100%, estarei entre os titulares”.

Na próxima rodada, Renato Augusto pode ter uma ótima oportunidade para mostrar serviço. Por causa de um acordo entre os dois clubes, Jadson não poderá atuar no clássico entre Corinthians e São Paulo, neste domingo, no Pacaembu. Sendo assim, o camisa 8 pode ser o escolhido por Mano Menezes para ocupar a vaga – apesar de ainda não ter sido confirmado pelo treinador alvinegro.

Depois de aprovar o seu retorno aos gramados, Renato Augusto quer aproveitar o crescimento do Corinthians na competição para também mostrar serviço. “A equipe cresceu bastante na competição, vem de quatro vitórias consecutivas e isso dá moral para o clássico. Fico feliz por ter voltado, entrei bem, deu para dar um pouco mais de ritmo e preparar par ao clássico”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade