Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Renato credita dificuldades do Fluminense à melhor defesa do torneio

Rio de Janeiro (RJ)

O técnico Renato Gaúcho deixou o Maracanã com o sentimento de ter feito tudo o que podia para vazar a defesa do Vasco na semifinal deste domingo. O Fluminense, no entanto, acabou derrotado por 1 a 0 (gol do atacante Edmilson) e foi eliminado do Campeonato Carioca.

“Coloquei mais três atacantes no segundo tempo. É por isso que devemos destacar a marcação do Vasco, que foi muito bem. Não é à toa que eles têm a defesa menos vazada do campeonato”, elogiou Renato, lembrando que o rival só sofreu 12 gols no torneio.

O Fluminense passou a se expor um pouco mais, porém, a partir do momento em que ficou em desvantagem no placar. “Mas não entramos pensando no empate. Usaríamos isso só no final do jogo, com inteligência. Infelizmente, tomamos um gol no final do primeiro tempo em uma falha nossa, e tive que abrir um pouco mais a equipe. Mas já prevíamos que seria mais um duelo truncado, de poucas chances, como o anterior”, disse o técnico derrotado.

Nelson Perez/Fluminense FC
Walter se esforçou, mas não conseguiu evitar a vitória do Vasco e a eliminação do Fluminense
Para tentar reverter o resultado no segundo tempo, Renato Gaúcho recorreu a Wagner no lugar do lesionado Diguinho e a Rafael Sobis e Biro Biro nas vagas de Walter (que fazia boa partida) e Rafinha.

“O Waltinho tem nos ajudado bastante na marcação, até por ter perdido uns quilos a mais, e isso desgasta o jogador. Foi por isso que troquei o Waltinho pelo Sobis. Ele ainda precisa reacostumar o seu corpo a jogar assim. Então, entre um jogador mais cansado e o Fred, titular da Seleção Brasileira, goleador e decisivo, preferi tirar o Waltinho”, explicou Renato.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade