Futebol/Amistosos Internacionais - ( - Atualizado )

Ronaldo deseja sorte a Diego Costa, mas ressalta: “Teria lugar no Brasil”

Madri (Espanha)

Após muita polêmica, Diego Costa finalmente estreará com o uniforme da seleção espanhola, nesta quarta-feira, em amistoso contra a Itália, no estádio Vicente Calderón. Horas antes de o atacante brasileiro jogar sua primeira partida com a Roja, um dos maiores centroavantes do futebol pentacampeão mundial se pronunciou. Em entrevista à rádio espanhola Onda Cero, Ronaldo desejou boa sorte a Diego, mas ressaltou que ele teria um lugar na Seleção Brasileira.

O Fenômeno lembrou que o time comandado por Luiz Felipe Scolari vem sofrendo com a lesão de seu principal atacante (Fred), mas não condenou o fato de o jogador do Atlético de Madrid preterir a equipe pentacampeã mundial. “Ele (Diego Costa) buscava a oportunidade. Tenho curiosidade de ver a partida (Espanha x Itália), mas creio que ele se sairá bem. Não sei os motivos que ele teve para ir com a Espanha, seguramente pensou muito e estou certo de que escolheu o melhor para ele”, afirmou o maior artilheiro da história das Copas.

“Alguns dos atacantes brasileiros estão lesionados e outros marcam poucos gols, creio que (Diego) teria lugar no Brasil. Mas desejo sorte também com Espanha”, acrescentou Ronaldo, que, no auge de sua carreira, jogou por Real Madrid e Barcelona, e, assim, mantém boas relações com a imprensa espanhola. Os principais jornais do país europeu, aliás, estão ansiosos para a estreia de Diego Costa pela Roja. Publicações madrilenhas, como o Marca e o As, por exemplo, estampam fotos do centroavante em suas respectivas capas.

AFP
Brasileiro, Diego Costa optou por defender a seleção espanhola e estreia nesta quarta-feira, contra a Itália

Nascido no Brasil, mas acolhido na Espanha, Diego Costa estreia pela atual campeã mundial nesta quarta-feira, às 18 horas (de Brasília), em amistoso contra a Itália, no estádio Vicente Calderón, em Madri. Coincidentemente, Diego já enfrentou a Azzurra, mas vestindo a camisa da Seleção Brasileira, à qual rejeitou para defender a Roja. O caso ganhou muita repercussão no fim do ano passado, quando o atacante, aliás, fora convocado pelos espanhóis pela primeira vez – para pegar Guiné Equatorial e África do Sul. Na ocasião, porém, Diego se machucou e teve de ser cortado da lista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade