Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Sem ritmo de jogo, Renato Augusto não se importa com inatividade

Helder Júnior São Paulo (SP)

Agora que o meia Renato Augusto enfim se sente seguro fisicamente para jogar 90 minutos de uma partida, o Corinthians passará um longo período sem compromissos oficiais. O último antes da estreia no Campeonato Brasileiro e a sequência da Copa do Brasil será contra o Atlético Sorocaba, neste domingo, no Pacaembu.

Para Renato Augusto, no entanto, o fato de não poder adquirir ritmo de jogo não chega a ser ruim. Ele preferiu valorizar a oportunidade que o técnico Mano Menezes terá para ajustar o Corinthians, graças à eliminação precoce no Campeonato Paulista.

“A gente tem que pensar no grupo. Para o coletivo, será bom. No ano passado, o Corinthians começou o Campeonato Brasileiro já esgotado. Agora, será melhor, com o time podendo buscar o máximo de pontos nas primeiras rodadas. Esses treinamentos farão diferença no restante da competição”, avaliou.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Renato Augusto já pode jogar 90 minutos, mas o Corinthians terá uma longa inatividade pela frente
Considerado frágil fisicamente pela comissão técnica corintiana, em função de suas recorrentes lesões, Renato Augusto ganhou cuidados especiais em 2014. Só começou a se firmar como titular a partir da vitória por 2 a 0 sobre o Bahia de Feira, na quarta-feira, no Estádio Joia da Princesa.

“Como o campo não estava bom, procurei aproveitar para melhorar a parte tática. Eu me senti bem. Não cansei. Então, acho que aguento, sim, jogar durante 90 minutos. Terei mais uma chance de pegar ritmo no domingo”, concluiu Renato Augusto, de olho no Atlético Sorocaba.

Além da última rodada da primeira fase do Estadual, o Corinthians deverá contar com alguns amistosos para dar ritmo a Renato Augusto e a outros jogadores. “Estamos cuidando disso, ainda mais porque eliminamos o jogo de volta da Copa do Brasil. Com certeza, faremos algumas partidas”, confirmou o presidente Mário Gobbi.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade