Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Técnico do Corinthians se revolta com pênalti não marcado em Uendel

Penápolis (SP)

O técnico Mano Menezes apontou uma série de empecilhos para o Corinthians não ter conseguido passar da fase classificatória do Campeonato Paulista. Entre eles, o árbitro Vinícius Gonçalves Dias Araújo, que não marcou um pênalti sobre o lateral esquerdo Uendel no segundo tempo do empate por 0 a 0 com o Penapolense.

“Houve a penalidade, de que ninguém dúvida. Só o árbitro. Aliás, sempre existem dúvidas contra a gente. Nenhuma penalidade foi marcada a nosso favor. Deixaram de fazer isso duas vezes em momentos importantes, hoje e no clássico contra o Santos”, revoltou-se Mano Menezes.

O lance a que Mano se referiu ocorreu aos 31 minutos, quando Uendel brecou dentro da área e sofreu um carrinho de Jailton. Pouco depois, o árbitro puniu o meia Jadson com um cartão amarelo, pois julgou que o corintiano simulou um pênalti ao dividir a bola com o goleiro Samuel.

Divulgação/Agência Corinthians
Durante o jogo, Uendel também ficou inconformado com o árbitro (foto: Daniel Augusto Jr.)
De qualquer forma, o Corinthians não chegou a fazer muito por merecer um resultado melhor do que a igualdade em Penápolis. “No primeiro tempo, tiramos o ímpeto inicial deles e não tomamos o gol, mas tivemos dificuldades na parte ofensiva. No segundo, quando decidi pela entrada do Renato Augusto, a equipe foi extremamente ofensiva, criou oportunidades e obrigou o goleiro deles a fazer grandes defesas”, exagerou Mano.

Sem ter chegado ao gol, o Corinthians subiu para 21 pontos no grupo B do Estadual, findando a sua chance de alcançar os 25 do vice-líder Botafogo-SP, que derrotou o São Paulo por 1 a 0 também neste fim de semana.

“Não foi hoje que perdemos a classificação. Foi na série de seis jogos sem vitórias, com quatro derrotas consecutivas. Tivemos uma recuperação espetacular e um clássico em seguida, em que poderíamos ganhar ou perder. Aí, em Penápolis, outras equipes já passaram uma dificuldade até maior, então o resultado ficou dentro da normalidade”, lamentou Mano, com a goleada por 4 a 1 do Penapolense sobre o Santos – que fez 5 a 1 o Corinthians – na cabeça.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade