Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

The Strongest busca empate com Universitario e pressiona Atlético-PR

Lima (Peru)

Abatido com a derrota em casa nesta quarta-feira, o torcedor do Atlético-PR quase voltou a se animar com a campanha de sua equipe na Libertadores, mas levou uma “ducha de água fria”. Pelo Grupo do Furacão, Universitario e The Strongest duelaram nesta quinta, no Estádio Monumental, e empataram em 3 a 3.

Os peruanos chegaram a estar vencendo por dois gols de diferença, o que dava direito ao time brasileiro de até perder por um gol de diferença na última rodada, mas, com o resultado final, a equipe paranaense precisa de ao menos um empate na Bolívia, diante do The Strongest, para se classificar às oitavas de final.

Já eliminado, o Universitario pouco se importou com a sua situação na tabela de classificação e partiu para o ataque desde os minutos iniciais. Sendo assim, inaugurou o marcador aos 29 minutos do primeiro tempo, em uma bela jogada de Ruiíaz, que driblou o zagueiro dentro da área e tocou com categoria ao fundo das redes.

A festa da torcida peruana, que compareceu em bom número ao Estádio Monumental, durou pouco. Três minutos depois, a arbitragem marcou pênalti a favor do The Strongest. Os bolivianos, no entanto, tiveram trabalho para empatar, já que, depois de desperdiçarem a cobrança, pararam no goleiro mais duas vezes no mesmo lance e só deixaram tudo igual por Chávez marcou contra.

O gol poderia animar os visitantes, mas o Universitario era melhor, apesar de o jogo carecer de qualidade de ambos os lados na maior parte do tempo. Em uma das falhas da zaga boliviana, aliás, Gonzáles marcou o segundo do time peruano, que viria a ampliar sua vantagem já no segundo tempo. Goméz, de pênalti, fez 3 a 1 para os donos da casa.

A partida parecida decidida, mas a equipe boliviana ainda tentou assustar. Sendo assim, aos 21 minutos, após assistência de Pablo Escobar, Cristaldo marcou o segundo dos visitantes, deixando o confronto emocionante nos lances finais. Desta forma, o The Strongest foi buscar o empate já nos acréscimos, quando o colombiano Reinoso aproveitou a bola na pequena área e empurrou para as redes.

O resultado deixa os peruanos na lanterna do Grupo 1, com apenas um ponto somado. A equipe boliviana, por sua vez, permanece na terceira colocação, com sete, enquanto o Furacão é o segundo com nove. Na última rodada, The Strongest e Atlético-PR se enfrentam, valendo a vaga nas oitavas, sendo que o time brasileiro tem a vantagem do empate.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade