Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Werley comemora defesa “invicta” do Grêmio na Libertadores

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Dono de uma das melhores defesas do país em 2013, o Grêmio segue tendo na solidez de seu sistema defensivo uma arma na Libertadores 2014. Mesmo encarando o grupo considerado mais difícil da competição, o Tricolor ainda não foi vazado nos três jogos que disputou, contra Nacional-URU, Atlético Nacional e Newell’s Old Boys.

O zagueiro Werley explica a fórmula para o sucesso: “É um conjunto. A marcação começa lá na frente, porque os atacantes e os meias fazem pressão nos adversários para complicar a saída de bola. Além disso, o Enderson trabalha muito o posicionamento dos zagueiros, dos laterais, dos volantes. Estamos conseguindo fazer boas atuações, ajudar o time a conquistar pontos importantes. Se você não leva gols, automaticamente já fica mais perto da vitória”, definiu.

Após o empate em 0 a 0 com o Newell’s, nesta quinta, o zagueiro afirma esperar um jogo diferente na próxima quarta, em Rosário. “Tivemos uma amostra da qualidade deles. Sabíamos que seria assim. O Newell’s tem um time experiente e que sabe o que fazer com a bola. Lá eu acredito que a postura deles será mais agressiva, vão tentar propor o jogo. Tenho certeza que vai ser outra grande partida, como foi aqui. Assim como eles vieram a Porto Alegre e conseguiram um ponto, nós também podemos voltar de lá com um bom resultado”, projeta.

Com o empate diante dos argentinos, o Grêmio segue líder do Grupo 6 da Libertadores, com 7 pontos. Além do 0 a 0 com o Newell’s, o Tricolor bateu o Nacional-URU, em Montevidéu, por 1 a 0, e o Atlético Nacional, na Arena, por 3 a 0. A equipe de Enderson Moreira é dona da melhor campanha da Libertadores até o momento.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade