Atletismo/Maratona de Londres - ( - Atualizado )

Queniano conquista Maratona de Londres com novo recorde da prova

Londres (Inglaterra)

A expectativa dos organizadores para a Maratona de Londres era de novo recorde mundial no masculino. Ele não veio, mas o queniano Wilson Kipsang venceu a prova, disputada na manhã deste domingo, com novo melhor tempo do evento da capital inglesa: 2h04min27s.

Para que o recorde mundial fosse quebrado em Londres, os organizadores convidaram os principais maratonistas do mundo, como Kipsang, já dono do recorde, o ugandense Stephen Kiprotich, campeão olímpico e mundial, o etíope Tsegaye Kebede e o queniano Emmanuel Mutai. A lista de estrelas era tão grande que o brasileiro Marilson Gomes dos Santos, bicampeão da Maratona de Nova York, era considerado coadjuvante.

A Maratona de Londres ainda contratou o etíope Haile Gebrselassie, bicampeão mundial e tetra olímpico nos 10.000 metros, para ser o coelho da prova e forçar o ritmo nos primeiros 30km. Mas o objetivo não foi atingido. Kipsang completou o percurso de 42km neste domingo em 2h04min27s, ficando longe de seu próprio recorde mundial de 2h03min23s.

O tempo, no entanto, é o melhor da história da Maratona de Londres. A segunda posição deste domingo ficou com o também queniano Stanley Biwott, com 2h04min53s, seguido pelos etíopes Ayele Abshero e Tsegaye Mekonnen o queniano Geoffrey Mutai. Marilson, que sofreu com uma virose durante sua preparação, abandonou na metade.

A prova também marcou a estreia em maratonas do britânico Mo Farah campeão mundial dos 5.000 e dos 10.000 metros. Em sua primeira experiência em provas na distância, o atleta nascido na Somália, mas que compete pela Grã-Bretanha, ficou com a oitava colocação, com a marca de 2h08min21s.

Na prova feminina, a queniana Edna Kiplagat venceu a apertada disputa com sua compatriota Florence Kipaglat, com a marca de 2h20min21s, com apenas 3s de vantagem. As etíope Tirunesh Dibaba, Feyse Tadese e Aberu Kebede completaram a lista das cinco primeiras colocadas. A primeira atleta não africana na lista de classificação é a portuguesa Jessica Augusto, dona do sexto posto com 2h24min25s.

AFP
Wilson Kipsang venceu a Maratona de Londres, mas não melhorou seu recorde mundial

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade