Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Na "conta do chá", Adílson sofre para escalar o Vasco na estreia

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Além do pouco tempo para preparar a equipe, o técnico do Vasco, Adilson Batista, terá muitos problemas para solucionar antes do jogo de estreia na Série B do Campeonato Brasileiro, neste sábado, às 16h20 (de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ). Isso porque a lista de desfalques é bem grande e o treinador vai ter que quebrar a cabeça para optar pela melhor formação.

Adilson já sabe que não poderá contar com o zagueiro Rodrigo, com lesão na coxa esquerda, e com o volante Pablo Guiñazú, com dores musculares na coxa direita. Os dois ficarão cerca de um mês afastados dos gramados. Outro verado é o atacante Edmilson, em fase final de recuperação de uma lesão na coxa esquerda. A eles se junta o atacante Everton Costa, que deixou São Januário de ambulância durante a vitória de 2 a 1 sobre o Resende pela Copa do Brasil. O jogador vai ficar alguns dias em observação por conta de uma arritmia cardíaca.

Marcelo Sadio/Divulgação/Vasco da Gama
O treinador do Vasco terá que quebrar a cabeça para escalar seu time na estreia da Série B do Brasileiro
Ainda durante o jogo contra o Resende, Adilson viu o lateral esquerdo Diego Renan, que sofreu uma torção tornozelo esquerdo, e o volante Pedro Ken, com fisgada no adutor da coxa esquerda, deixarem o gramado reclamando bastante de dores. Ambos têm poucas chances de atuar, assim como o atacante Bernardo, com fortes dores no joelho direito.

"Nós estamos na conta do chá. A falta de tempo para treinar lá na pré-temporada acaba fazendo a diferença aqui. Isso precisa ser revisto", reclamou o treinador, que precisou ainda fazer um apelo ao técnico Alexandre Gallo, que comanda a Seleção Brasileira sub-20.

"Peço ao Gallo que me libere os jogadores, pois podemos ter até dez desfalques em um único jogo. Já passei por isso na Libertadores e tive apenas dois jogadores no banco", completou Adílson depois de perder o volante Danilo e o atacante Thalles, que estão a serviço da Seleção Brasileira sub-20 para um período de treinos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade