Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

"A partir de agora, eu que mando", avisa novo vice são-paulino

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Conhecido nos bastidores por ser uma pessoa de personalidade forte, Ataíde Gil Guerreiro não quis mostrar o contrário em sua primeira e rápida entrevista como novo vice-presidente de futebol do São Paulo, na manhã desta sexta-feira, pouco depois de ter sido nomeado para o cargo.

"Uma coisa só de que não abro mão: autoridade. Eu não aceito ninguém dando palpite dentro do futebol a partir de agora. É questão de temperamento. Todo o mundo fala que sou duro, mas não. É questão de temperamento. No futebol, a partir de hoje, só quem manda sou eu", disse o ex-diretor executivo do Clube dos 13.

Na gestão de Juvenal Juvêncio, seu cargo era ocupado por João Paulo de Jesus Lopes, que, agora, com Carlos Miguel Aidar no poder, passa a ser vice-presidente administrativo. O convite para assumir o futebol do clube, segundo Ataíde, foi formalizado pelo novo mandatário apenas na quarta-feira, quando respondeu que só o aceitará com uma condição.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Ataíde Gil Guerreiro avisou que não aceitará nenhum palpite dentro do departamento de futebol do São Paulo
"Eu só darei satisfação a uma pessoa, o presidente. Só que não admito interferência no futebol. Quando ele me convidou, perguntei se teria liberdade. 'Se tiver gente cutucando, para baixo e para cima, eu não estou nessa'. Mas não, ele disse que eu entraria com toda a liberdade", comentou.

Por ora, essa será a única mudança no departamento. Gustavo Vieira (gerente executivo de futebol) e José (gerente administrativo), ambos remunerados, e Rubens Moreno (diretor de futebol) serão mantidos no cargo. Ninguém novo será contratado ou convidado. Ataíde decidirá se será preciso fazer alterações somente após desenhar e conhecer melhor o organograma.

Na prática, Gustavo, pela experiência e o trabalho que tem feito (considerado bom internamente), continuará na linha de frente das negociações de contratações ordenadas por Ataíde, cuja última função direta em prol do São Paulo havia sido como representante do clube na Federação Paulista de Futebol até 2008.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade