Futebol/Bastidores - ( )

América-MG apresenta o experiente Mancini, que chega animado

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Artilheiro do Campeonato Mineiro, com sete gols, o meia-atacante Mancini, que já estava treinando no CT Lanna Drumond desde a última quarta-feira, foi apresentado como reforço do América-MG para a sequência da temporada. O jogador chega animado ao Coelho e revela grande vontade de fazer história no América-MG.

“O América-MG me acompanhou no campeonato e agora é vida nova. Fui muito bem recebido por todos. Estou confiante em fazer um grande Campeonato Brasileiro para ter esse acesso à Série A e, quem sabe, até mesmo o título. O clube está muito bem estruturado e quero encarar a Série B como se fosse uma Copa do Mundo mais longa. Estou confiante que minha vinda para cá não foi por acaso”, declarou.

Mancini aproveitou para desfazer qualquer mal entendido que tenha ficado quando respondeu às provocações de alguns torcedores no Independência, na decisão do título de 2012, quando atuava pelo Atlético-MG. Na ocasião, o jogador fez gestos com as mãos sinalizando que o título era do Galo, o que irritou os torcedores do Coelho.

“Aquele gesto com as mãos estava na moda, e foi usado primeiro pelo Alessandro (ex-jogador do América-MG). Eu fiz no calor da partida, na comemoração. Mas nunca ofendi ou falei nada contra o América-MG, contra a instituição América-MG ou contra sua torcida em entrevistas ou em outras situações. E se alguém ficou ofendido, peço desculpas. Todos me conhecem, sabem como sou profissional e como respeito os torcedores”, disse.

Divulgação/América Mineiro
Apesar de acumular passagem histórica pelo Atlético-MG, Mancini mostrou-se motivado pelo desafio no Coelho

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade